O primeiro dia útil com o novo decreto nº. 362/2017 foi de surpresas em Guarapari. Os pontos fora da rodoviária estavam com passageiros e os ônibus embarcando e desembarcando normalmente.

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Espírito Santo (SETPES), as empresas não vão seguir a determinação do novo decreto da prefeitura, pois o assunto está sob júdice, desde que uma liminar foi conseguida pelas empresas junto ao Tribunal de Justiça do Estado (TJES) em setembro de 2016.

Na manhã de hoje os pontos cheios e ônibus parando normalmente.

“Entendemos que o objeto deste decreto é o mesmo. Nossa orientação as empresas é que devemos seguir com o embarque e desembarque normalmente na cidade. As empresas devem acatar decisões estaduais, através do DER por exemplo, que até o momento não se manifestou”, explicou o secretário geral do SETPES, Jaime De Angeli.

Ainda de acordo ele, no final do mês a liminar deve ser julgada pelo Tribunal de Justiça e até lá as empresas continuam fazendo as rotas normalmente. “A mudança de itinerários intermunicipais devem passar por uma série de fatores, como conselho de transporte estadual, acertar rotas, tarifas e outras questões que não são resolvidas pelo decreto e sim juntos aos órgãos estaduais. Por isso estamos seguindo o trajeto estabelecido há vários anos pelo estado ”, disse.

DER. O portal 27 entrou em contato como Departamento de Estradas e Rodagem (DER-ES), que confirmou a necessidade da manifestação do Conselho. “O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES) informa que, por se tratar de alteração em itinerários de linhas de ônibus, vai levar o Decreto para apreciação do Conselho de Transporte Intermunicipal (CTI). Nesta segunda-feira (19), haverá, ainda, uma reunião entre representantes do Órgão e Prefeitura Municipal para tratar do assunto.”

Deixe seu comentário

Comments are closed.