Depois de dois anos com seu aliado Wendel Lima comandando a Câmara de Guarapari, que junto a uma maioria da casa, propiciou ao prefeito executar todos seus projetos, Edson Magalhães viu o jogo virar com a vitória surpreendente de Enis Gordin (PRB).

Agora, Enis, que sempre buscou ter um perfil independente, está no comando da Câmara ao lado de outros 10 vereadores. Inclusive de alguns que eram da base aliada do prefeito. Como retaliação a derrota, tanto Edson, como Wendel, demitiram todas as indicações políticas destes 11 vereadores. Nada demais nessa ação, pois todos sabem que isso faz parte do jogo político.

Independência. Também faz parte do jogo político dialogar e se aproximar de adversários quando é necessário. Edson sabe que não terá vida fácil daqui para frente, pois precisará convencer a maioria dos vereadores para aprovar os projetos que ele considera importantes para a cidade. Ele sabe que agora a Câmara não será mais um anexo da prefeitura. Será um Poder Legislativo mais independente.

Foto de Alfred “the Great”, considerado primeiro Rei da Inglaterra.

Diálogo. O líder do prefeito agora é Dito Xaréu (SDD), mas os vereadores já mostraram que a conversa não é com o emissário do Rei e nem com seus súditos. Eles querem conversar com quem manda realmente. O novo grupo vai querer um contato direto com Edson, sem intermediários. O diálogo agora é direto com o Rei.

Habilidade. Esse será o tema daqui para frente. Diálogo reto e sem intermediários. O ano político de 2018 acabou, mas Edson vai ter que entrar 2019 mostrando toda sua habilidade política, achar uma forma de abrir diálogo com o novo grupo que agora comanda a Câmara Municipal. 

Novos tempos. Por outro lado, os 10 vereadores e o novo presidente eleito, que contam com apoio popular – pois representam uma renovação no poder legislativo – vão precisar mostrar que também estão prontos para dialogar e preparados para levar a cidade a novos tempos.

Nós, como sociedade, estamos no aguardo de boas notícias. O que esperamos é que nesta terra de Reis, Príncipes e Nobres, os Plebeus, ou seja, as pessoas do Povo, possam ter dias melhores nestes próximos dois anos políticos em Guarapari.

Deixe seu comentário

Comments are closed.