PERESTROIKA - Uma Verdade a Qualquer Tempo
PERESTROIKA – Uma Verdade a Qualquer Tempo

LEMBRANÇAS, VERDADE E RETÓRICA
Eu cresci cercado por livros, a maioria deles traduzidos para o português e impressos diretamente na falida União Soviética. Até hoje tenho muitos deles… e o meu preferido para matar a saudade é “FUNDAMENTOS DA FILOSOFIA” (1ª Edição 1982) de Viktor Grigoryevich Afanasyev . O livro é de um didatismo impecável e fascinante. Confesso que era tão fã dos comunas que um dos meus poetas preferidos era Vladímir Maiakóvski…

De 1976 a 1989, Viktor foi editor do PRAVDA, Jornal oficial do Partido Comunista. “PRAVDA” quer dizer “VERDADE” e me parece que tanto o Viktor Russo quanto os Viktors Tupiniquins não quiseram e não querem encarar a “Grande Verdade”… PERDEMOS LITERALMENTE A VERGONHA – A Vergonha é tanta que já estamos nos igualando aos nossos inquisidores e saqueadores. O lema da nossa ética tornou-se: “FAÇA O QUE EU DIGO MAS NÃO FAÇAS O QUE EU FAÇO”.

Charge - ALPINO
Charge – IQUE

A “PRAVDA” BRASILEIRA – Uma Verdade Alarmante e Depravada!

Eu desafio qualquer um a pegar todas as Manchetes da Crônica brasileira atual e extrair delas algo que não seja “Extrema Violência”, “Desemprego”, “Recessão”, “Embustes Políticos” e a mais grave de todas a “CORRUPÇÃO DESVAIRADA” – Digo “mais grave” porque é nela que nasce todos os outros males da nossa vida contemporânea. Mas nada disso parece ser o bastante para dizer à turma que está aí no poder de que eles precisam de uma “PERESTROIKA” em suas cabeças que estão em marte.

PERESTROIKA – A Verdade a Qualquer tempo

Foi justamente em 1987 quando comecei a ler PERESTROIKA, do último Grande líder da União Soviética Mikhail Gorbachev (por sinal muito criticado por Viktor), que a minha cabeça começou a ter um pensamento delineado na restruturação. Perestroika quer dizer “RESTRUTURAÇÃO”, mas significa mais que isso – Significa que não podemos deixar de sermos críticos de nós mesmos. Foi desta forma que Gorbachev entrou para história como “o Cara” que plantou a semente para derrubar muitos muros… O muro de Berlim, o muro da arrogância socialista, o muro da guerra fria e pasmem… até os muros da corrupção do Politburo ( Comitê Central do Partido Comunista da União Soviética) que logo caiu em desgraça com a dissolução da URSS em 31 de dezembro de 1991. E claro… derrubou o meu muro… e lavou as paredes do meu quarto forradas de pôsteres de Che Guevara a Fidel Castro…

Charge - Benett
Charge – Benett

A ILUSÃO TUPINIQUIM

A ilusão desses muros socialistas parecem ter caído na maior parte do mundo, cujos governantes não mantiveram suas CABEÇAS EM MARTE e fizeram sua PERESTROIKA. A vocação do Brasil nunca foi a qualquer tempo socialista… mas… mas… mas… somos uma noiva perfeita que gosta de andar no Governo, do atual Comissariado, de mãos dadas com noivos suspeitos, antiquados e sem nenhuma noção de liberdade plena. Estou me referindo aos donzelos Cuba, Venezuela & Cia limitada. Países que flertam com o populismo escancarado e são opressores com todas as ideias e ideais que possam significar o FIM DOS SEUS MANDATOS.

Não bastasse a ilusão que aflige nossos mandatários, o lema da nossa ética que citei lá em cima decepou nosso orgulho para o mundo – A Petrobrás virou PETROPIADA e o maior empresário do nosso sangue capitalista “Eike Batista” virou trombadinha aos olhos do mercado.

QUEM SERÁ NOSSO GORBACHEV?

Embora só tenha 47 anos, sou do tipo que vivencio a história em todas as suas particularidades e honestamente nunca vi o meu Brasil imerso em tantos escândalos, um atrás do outro. O “Comissariado” (Como sempre se refere Elio Gaspari aos caciques da República atual) apregoa por todos os lados que foram eles que deixaram vir à tona as apurações sobre as corrupções… e que isso nunca existiu em outra época. Parece frase pronta tirada do livro do Viktor Afanasyev, pura retórica demente, materialista e alienada. Mas se é para argumentar vamos lá: Porque será que 99% dos escândalos estão ligados a estes Caciques? Nem vou responder… rsrsrs… Respostas temos aos montes em veículos sérios de informações – ou como preferem dizer os Caciques: “A Mídia Golpista”. Chamam a mídia de golpista, mas não conseguem justificar com sensatez o “Estelionato Eleitoral” que protagonizaram. Como disse esta semana Fernando Gabeira em seu Blog: “Numa campanha comandada pelo marketing, o governo criou uma novela de quinta categoria em que a heroína, Coração Valente, enfrentava banqueiros que tiravam a comida da mesa dos pobres. Em 2018, criam outro script e, assim, esperam, vencem as eleições de novo”

Na União Soviética o verdadeiro “Gorbachev” foi o povo que foi às ruas e exigiu que seus direitos fossem repeitados… e que em um passado recente no Brasil (29 de dezembro de 1992) fez com que o então Presidente Collor de Mello renuciasse ao mandato – Detalhe: Os motivos foram absurdamente menores do que os atuais que viraram regras para o Comissariado Nacional.

Charge - ALPINO
Charge – ALPINO

POR QUÊ PERDEMOS A VERGONHA?

Simples… adoramos fazer passeatas, atropelar o verbo nas mídias sociais, mas na hora de votar e cobrar de nossos governantes fazemos corpo mole e achamos que política é coisa de papagaio… ou na pior das hipóteses assumimos posturas indignas quando temos qualquer poder à mão, seja em frentes públicas ou privadas… ou, você gosta de furar a fila? Pois é… Você gosta de comer o pedaço maior do bolo? Pois é…. “Faça o que eu digo mas não faças o que eu faço”… né?

No Fim vamos querer ter MORAL em quê?

Por falar nisso cadê a CNBB, a OAB e outras tantas entidades que no passado por muito menos foram os faróis das ruas? Pois é…

Charge - HENFIL
Charge – HENFIL

MINHA ESPERANÇA

Junto-me ao poeta brasileiro Eduardo Alves da Costa que é fã de Vladímir Maiakóvski tanto quanto eu e no seu livro “No caminho com Maiakóvski” escreveu talvez os versos mais famosos de nossa história e que muitas vezes são atribuídos ao próprio Maiakóvski, Borges, Jung, García Márquez, etc… Parte deste poema já virou camiseta das DIRETAS JÁ, foi declamado em novela e está espalhado em toda a Europa:

Na primeira noite eles se aproximam
e roubam uma flor
do nosso jardim.
E não dizemos nada.

Na segunda noite, já não se escondem:
pisam as flores,
matam nosso cão,
e não dizemos nada.

Até que um dia,
o mais frágil deles
entra sozinho em nossa casa,
rouba-nos a luz, e,
conhecendo nosso medo,
arranca-nos a voz da garganta.
E já não podemos dizer nada.”

MINHA ESPERANÇA É QUE MESMO SEM A “MORAL” E “ENVERGONHADOS” NÓS NÃO DEIXEMOS QUE A PRIMEIRA FLOR SEJA ARRANCADA DOS NOSSOS JARDINS.

Charge - Raul Motta
Charge – Raul Motta

POIS É…

Talvez você deva ter pensado que me tornei ultradireitista e cheio de fobia com os esquerdistas. Mas…veja acima que o poema que admiro foi escrito por um autor que militava na esquerda e o fez pensando que conversava com o maior poeta da “Revolução Soviética” – Vladimir Maiakovski.

NÃO SOU DE DIREITA, NEM DE CENTRO, TAMPOUCO DE ESQUERDA… SOU BRASILEIRO… BRASILEIRO QUE GOSTARIA MUITO DE VER O BRASIL DERRUBAR OS SEUS MUROS E CADA UM SE TORNANDO UM GORBACHEV, RETIRANDO SUAS VENDAS E ENFIM ENXERGANDO QUE JUNTOS E CONSCIENTES SOMOS OS VERDADEIROS DONO DO PODER.

UTOPIA?

NOSSAS RAÍZES AINDA NÃO FORAM CORTADAS... TEMOS A FORÇA QUE PRECISAMOS PARA VENCER... E VENCEREMOS!!!
NOSSAS RAÍZES AINDA NÃO FORAM CORTADAS… TEMOS A FORÇA QUE PRECISAMOS PARA VENCER… E VENCEREMOS!!!
Deixe seu comentário