Uma quadrilha de estelionatários que agia há pelo menos um mês em Guarapari caiu nas mãos da Polícia Militar na manhã de hoje (11). De acordo com as informações passadas pela Polícia, a quadrilha, formada por uma mulher e três homens, agia dentro dos bancos abordando clientes em caixas eletrônicos.

Os bandidos foram identificados como Ana Carolina Scaldaferri Gonçalves, Rodrigo Pereira dos Santos, Aurélio Fernandes Efidenio e Flanc Carlos Ferreira.

quadrilha fraude bancos
Os bandidos agiam dentro dos bancos abordando clientes em caixas eletrônicos.

Eles esperavam os clientes efetuarem serviços no caixa e saírem. Com isso, os chamavam de volta e alertavam que existia um “problema” no caixa eletrônico. O cliente retornava, introduzia novamente o cartão, mas a máquina já estava com o famoso “chupa cabras”, equipamento que rouba os dados e as senhas dos cartões.

Nesse momento outro bandido da quadrilha aparecia e dizia ser do banco para dar uma ajuda. No meio dessa confusão, os cartões dos clientes eram trocados e o golpe estava feito. O Portal 27 esteve na delegacia, onde pelo menos duas vítimas da quadrilha estavam registrando boletim de ocorrência.

quadrilha fraude bancos
A quadrilha foi presa hoje (11).

Uma delas foi a senhora Dilma Regina, recepcionista, que conta: “Eu estava na agência sacando dinheiro e quando ia saindo um rapaz me chamou e disse que eu tinha deixado a conta aberta. Eu voltei e estava aberto em uma tela preta que eu nunca vi. Um outro rapaz falou que o sistema do banco tinha mudado, que eu tinha que colocar o cartão e a senha, porque se não iam mexer na minha conta. Aí eu enfiei o cartão na máquina e botei a senha e ele disse que estava errado. Ele pegou meu cartão e ia colocando, apertando os botões e tirando. Eu peguei meu cartão e fui embora. Quando eu cheguei em casa, recebi uma mensagem informando sobre uma transferência de R$ 799 para a minha conta. Comecei a receber outras mensagens informando sobre alguns saques. Eu estranhei e liguei para o 0800 e expliquei o que estava acontecendo. A atendente pediu para eu pegar meu cartão e foi aí que eu vi que ele havia sido trocado. Eu fui na gerente do banco ontem. Ela ligou na hora para o rapaz que fizeram a transferência, é um senhor de Cariacica, e limparam a conta dele. Ele também estava com cartão trocado.”

Prisão. A prisão da quadrilha contou com o apoio do serviço reservado da PM, que acompanhava os integrantes que estavam em dois carros circulando pela cidade. Ao serem alertadas, as outras viaturas montaram um cerco em frente ao batalhão, onde os policiais, pararam os dois veículos e identificaram vários objetos que servem para efetuar os crimes de banco, além de dinheiro joias e equipamentos eletrônicos comprados com o dinheiro das vítimas.