Um policial militar ficou ferido durante um confronto com bandidos na tarde de hoje em Guarapari. Os suspeitos atiraram contra a radiopatrulha durante uma perseguição logo depois de um assalto na Praia de Bacutia, em Nova Guarapari.

Os policiais revidaram de dentro da radiopatrulha. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Os policiais revidaram de dentro da radiopatrulha. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Por volta das 17 horas, dois homens em uma moto Yamaha YBR-125, placa HDA-6671, de Astolfo Dutra, MG, cometeram um assalto a um turista na Praia de Bacutia, na Enseada Azul e fugiram pelo contorno da Rodovia do Sol.

Imediatamente a vítima chamou a polícia e passou as características dos assaltantes e a placa da moto. A Polícia Militar montou um cerco na rodovia e na altura do quilômetro 54 a moto, com os dois indivíduos, foi avistada por uma radiopatrulha, que passou a acompanha-los.

Os policiais dispararam vários tiros contra os suspeitos. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Os policiais dispararam vários tiros contra os suspeitos. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Os policiais deram ordens de parada, mas os suspeitos continuaram em alta velocidade. “Em determinado momento o carona olhou para trás e logo depois sacou a arma da cintura e efetuou pelo menos dois disparos contra nós”, relembra o parceiro do policial ferido.

“Na hora em que vi a arma eu já preparei para atirar.
Depois que o primeiro tiro atingiu nosso para-brisa, eu e meu parceiro revidamos na hora e nos abaixamos dentro do carro para nos protegermos”, relembra o policial, que levou um tiro de raspão no lado esquerdo do rosto. Ele também ficou ferido no braço esquerdo, por causa de estilhaços de vidros. O tiro acertou o encosto do banco do carona na altura da cabeça do policial e só parou no banco de tás da radiopatrulha.

O policial mostro onde acertou o disparo dado pelo suspeito. Foto: João Thomazelli/Portal 27
O policial mostro onde acertou o disparo dado pelo suspeito. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Tudo isso aconteceu com os veículos em movimento. Enquanto a radiopatrulha parava no acostamento, a poucos metros à frente, os suspeitos perderam o controle da moto e acabaram caindo no asfalto.

“Quando olhei, os dois já estavam a vários metros à frente e não atiramos mais. Na hora só me preocupava com o meu parceiro, pois sem olhar para o lado, não via se ele estava se movendo”, relembra o soldado ferido.

Quando virei meu rosto o sangue escorreu e fiquei com medo de ter sido atingido na cabeça, mas passei a mão e vi que tinha sido de raspão e fiquei mais aliviado. Na hora não se pensa muito, vai por instinto” finalizou o soldado.

Ele, que pediu para não ser identificado, se formou com a última turma da Polícia Militar e há pouco mais de um mês é soldado do 10º Batalhão em Guarapari.

A moto usada no assalto e no confronto com os policiais ficou caída na pista. Foto: João Thomazelli/Portal 27
A moto usada no assalto e no confronto com os policiais ficou caída na pista. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Depois de verem que estavam bem, os dois policiais pediram apoio e até o helicóptero da PM, além de várias radiopatrulhas, foram para o local ajudar nas buscas pelos dois suspeitos, mas, por causa da mata fechada e da área ampla para onde os dois fugiram, não foi possível localiza-los.

Os dois capacetes usados pelos suspeitos e uma camisa vermelha foram encontrados no meio do mato. Pouco à frente, em uma trilha, os policiais viram gotas de sangue, possivelmente de um dos suspeitos. A polícia agora trabalha para identificar os atiradores. Até o encerramento desta reportagem, ninguém havia sido preso.

Deixe seu comentário