A secretaria de Meio Ambiente de Anchieta realizou no dia (29) uma ação de recuperação de restinga na Praia Boca da Baleia. A iniciativa foi realizada com a participação voluntária da população. No local foram plantadas 100 mudas de diversas espécies de árvores de restinga, entre elas, aroeira, abricó, algodão da praia e pitangueira.

Conforme informações da secretaria, a ação objetivou minimizar os danos e o impacto causado com a morte por envenenamento de cinco castanheiras. O ato criminoso ocorreu há alguns dias e, mesmo tomando as providências cabíveis junto às autoridades competentes, ainda não foi possível identificar o autor do crime ambiental.

A ação objetivou minimizar os danos e o impacto causado com a morte por envenenamento de cinco castanheiras

Conforme a secretária da pasta, Jéssica Martins, a castanheira é considerada uma planta exótica. “As castanheiras são plantas que não fazem parte da flora original do local; ou seja, uma planta exótica não é natural do ambiente nativo e, em alguns casos, contribuem no desequilíbrio do ecossistema”, disse e ainda explica: “a castanheira não é uma planta nativa da mata atlântica e, apesar de ter se adaptado bem à região, acaba invadindo lugares que deveriam ocorrer só a restinga”.

A restinga, por sua vez, é um tipo de vegetação nativa do litoral brasileiro e assume a função de manter o equilíbrio do ecossistema praieiro.

Denúncias ambientais

Caso perceba a pratica qualquer crime ambiental, denuncie! Isso ajuda os órgãos competentes a identificar os infratores e realizar o nosso trabalho de fiscalização, punindo os responsáveis.

Denúncia: (28) 3536-1867 / 28 99939-5281 / 153.