A Prefeitura de Alfredo Chaves está realizando obras de construção de quatro pontes no interior e uma passarela na sede. As obras fazem parte do pacote de oito pontes que serão edificadas no município, onde houve destruições provocadas pela grande enchente que ocorreu no final de 2012.

De acordo com a Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento, o recurso conquistado para isso é por meio de um convênio celebrado entre o governo federal e a municipalidade. A Secretaria informa que três pontes do pacote já foram entregues e houve atrasos nas demais construções devido a demora do repasse do recurso por parte do Ministério da Integração Nacional.

As pontes de Cachoeira Alta (foto), Gavião e Cachoeirinha já foram entregues. Foto: Secom PMAC
As pontes de Cachoeira Alta (foto), Gavião e Cachoeirinha já foram entregues. Foto: Secom PMAC

Os trabalhos de edificação da passarela já começaram há alguns dias. O objetivo é ligar o bairro Ouro Branco ao Parque de Exposições Reginaldo Roque Giori. Para isso serão investidos cerca de R$ 230 mil. A estrutura da passagem, exclusiva para pedestres, será metálica, sendo executada pela empresa M. Pacheco Ltda, que tem 180 dias para concluir a obra.

Já no interior, vêm sendo construídas quatro pontes: uma em São Marcos, na localidade conhecida como ‘Cafundó’, e outras em Vila Nova de Ribeirão, Gavião e Recreio. O investimento total para isso chega a R$ 529 mil. A empresa executora é a Concretec Construções Ltda, que tem prazo de 180 dias para concluir as obras.

Passarela de madeira será substituída por uma metálica, ligando a cidade ao parque de exposições. Foto: Secom PMAC
Passarela de madeira será substituída por uma metálica, ligando a cidade ao parque de exposições. Foto: Secom PMAC

Conforme o prefeito Roberto Fiorin, as obras são necessárias e já deveriam ter sido entregues. “Houve atraso devido a demora de envio dos recursos ao município, mas, felizmente estamos executando as obras. Já construímos uma ponte em Cachoeira Alta, uma no Gavião e uma em Santa Maria da Cachoerinha, agora faltam essas quatro e a passarela”, lembra.

Deixe seu comentário