Durante a sessão extraordinária da Câmara Municipal na manhã desta terça-feira (07) 10 dos 14 vereadores presentes votaram contra o veto do ex-prefeito Orly Gomes que proíbe o preparo e a comercialização da famosa e tradicional moqueca capixaba nos quiosques das praias de Guarapari. Mas para que a moqueca pudesse voltar a ser vendida pelos quiosqueiros era necessário que pelo menos 12 vereadores votassem contra o veto e por isso, a proibição foi mantida.

Venda da tradicional moqueca capixaba é proibida nos quiosques das praias de Guarapari.

Na última legislatura o ex-vereador Germano Borges criou o Projeto de Lei número 149/2016 que liberava a volta da moqueca nas praias. Ele foi aprovado por unanimidade pelos vereadores, mas quando chegou na Prefeitura foi vetado pelo ex-prefeito Orly Gomes.

Germano Borges é o autor do Projeto de Lei que liberava a comercialização da moqueca capixaba nos quiosques.

Germano lamentou que o veto tenha sido mantido. “Fico muito triste porque levei dois anos elaborando o projeto e discutindo com a população, os quiosqueiros e todos os envolvidos na rede turística de Guarapari. A moqueca capixaba é um atrativo turístico da cidade”.

O presidente da Câmara, Wendel Lima é um dos vereadores que votou a favor do veto. Ele explicou porque tomou essa decisão.  “Eu simplesmente acompanhei porque existe uma regra do GRPU e quando foram feitos esses novos quiosques foi feito esse enquadramento. Não adianta a gente ter o Projeto de Lei fictício. Tem que ser um Projeto de Lei coerente com a realidade da cidade”.

O presidente da Câmara, vereador Wendel Lima afirmou que é a favor da culinária capixaba, mas que os quiosques precisam se adequar primeiro.

Apesar de ter votado a favor do veto, o presidente afirmou que “sou totalmente a favor da culinária capixaba nos quiosques, ela é um atrativo turístico, só que tem que ter uma nova adequação nos quiosques da cidade. O município tem que se adequar de acordo com o GRPU na edificação dos quiosques. Da forma que os quiosques foram construídos não é viável ter cozinha. A tapagem é de lona, aí não tem condições. Agora está para haver algumas modificações, quem sabe nessa oportunidade?”, finalizou.

Comments are closed.