Há quase uma semana um vídeo circula nas redes sociais mostrando o momento em que um ladrão assalta o caixa de uma padaria na Praia do Morro e nesta quarta-feira (24) o Thiago Oliveira Portes, de 20 anos, se entregou para a Polícia.

Thiago estava foragido e se entregou nesta quarta-feira.

O caso vinha segundo investigado pelo delegado Marcos Nery, da delegacia de Crimes Contra o Patrimônio. Ele explicou que o ladrão tinha fugido para Serra. “Thiago afirmou que logo na sexta-feira quando começaram a circular imagens dele e dados de familiares na internet seus familiares começaram a receber ameaças e ele fugiu para a Serra e lá permaneceu até hoje”.

Segundo o delegado, o mandado de prisão contra Thiago foi expedido na última segunda-feira e desde então os policias vinham tentando pegá-lo. “Na segunda-feira os policiais foram na casa dos pais dele cumprir o mandado de busca e apreensão. Também foram feitas diversas diligências em casas de familiares e diante do cerco e das graves consequências de ele ter fugido e não ter outro local para ir, resolveu se entregar à justiça para o cumprimento do mandado de prisão expedido”, explicou o delegado.

“Ele já confessou que cometeu o crime utilizando um revolver e o inquérito será relatado e encaminhado à justiça. Essa foi mais uma ação da delegacia Patrimonial de Guarapari. Após tomarmos a ciência desse crime, já fizemos buscas por ele e hoje ele se entregou acompanhado do advogado”, disse o delegado.

Veja o vídeo do assalto:

O crime. O assalto aconteceu no último dia 19 às cinco e quarenta da tarde. A funcionária da padaria que estava no caixa relatou que “o rapaz entrou e perguntou quanto dava três pães e eu falei que eram R$ 3,00. Ele pegou os pães e quando chegou no caixa falou que era um assalto e levou todo o dinheiro do caixa, R$ 350,00 e os pães. Ele também falou que queria o meu celular, mas eu falei que não tinha”, disse a vítima.

A jovem disse ainda que o rapaz não a ameaçou e foi discreto durante a ação. “Ele não foi violento, só falou para eu ficar quieta que não iria fazer nada comigo. Na padaria também tinha os meus companheiros de trabalho, mas ele foi muito silencioso e ninguém percebeu”, afirmou.

De acordo com o delegado, Thiago será encaminhado para o Centro de Detenção provisória onde vai aguardar o julgamento.

Comments are closed.