Dois homens foram presos na tarde de hoje em Guarapari depois de assaltarem dois estabelecimentos comerciais em menos de duas horas no Bairro Muquiçaba.

O primeiro assalto ocorreu por volta das 13 horas de hoje. Os dois suspeitos entraram armados em um verdurão que fica na Rodovia Jones dos Santos Neves, rendeu os funcionários e roubou o dinheiro do caixa. A polícia foi chamada, mas os suspeitos não foram localizados.

Por volta das 14h30 a dupla voltou a agir. Eles entraram em uma papelaria que fica a menos de 500 metros do local do primeiro crime e anunciaram o assalto.

P1000537
Diogo (E) e Janslei foram presos depois de cometerem dois assaltos em menos de duas horas. Foto: João Thomazelli – Portal 27

“Eu estava com minha irmã e meu sobrinho quando eles entraram na loja. Um deles falou para o meu sobrinho sentar e mandou que eu entregasse o dinheiro. Eles saíram da loja calmamente”, contou uma funcionária da papelaria que foi assaltada.

Depois do assalto três policiais militares que passavam perto do local do crime foram informados do assalto. A polícia iniciou um cerco nas imediações do local do crime e conseguiram prender Diego Lúcio dos Santos Victor, 19 anos.

Victor fugiu do local em uma bicicleta, mas quando viu uma radiopatrulha, largou a bicicleta e saiu correndo. Ele foi encontrado escondido dentro de um terreno baldio, em uma rua que dá acesso ao Morro da Caixa D’água. Ele estava com a arma usada no crime, uma garrucha calibre 22 com uma munição.

P1000539
Uma garrucha com uma munição foi encontrada com Diogo na hora da prisão. foto: João Thomazelli – Portal 27
P1000543
Janslei usava boné e óculos escuro para cometer os assaltos. Foto: João Thomazelli – Portal 27

Já o outro suspeito, Janslei Simões Blaser, 27 anos, foi preso dentro da casa da madrasta. Ele foi visto pelos policiais entrando no quintal da casa. Ele chegou a trocar de roupa e esconder as usadas no assalto atrás de um sofá. Mas ele foi reconhecido pelos policiais. Na hora dos assaltos Janslei usava um óculos escuros e um boné, para dificultar a identificação.

A reportagem do Portal 27 conversou com Janslei. Ele alegou inocência. “Eu não tenho nada a ver com isso. Quem assaltou o verdurão se parece comigo, mas não sou eu”, declarou.

Levados para a delegacia, os dois suspeitos foram reconhecidos pelas vítimas dos dois assaltos. Os dois foram autuados por roubo.  Se condenados eles podem pegar até 10 anos de prisão.