O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (01) que o Auxílio Emergencial terá valor reduzido para R$300 nos próximos quatro meses. O benefício, que foi desenvolvido para atender trabalhadores informais que perderam renda durante a pandemia da Covid-19, teve seu novo valor apresentado depois de uma reunião do presidente com ministros e parlamentares aliados no Palácio da Alvorada.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta terça-feira (01) que o Auxílio Emergencial terá valor reduzido para R$300 nos próximos quatro meses.

Redução. Bolsonaro afirmou que o valor é menor que os atuais R$ 600, mas que atenderia o que se espera deste programa. “resolvemos prorrogá-lo por medida provisória até o final do ano. O valor definido agora há pouco é um pouco superior a 50% do Bolsa Família, 300 reais”, pronunciou o presidente da república. “R$ 600 é muito para quem paga, no caso, o Brasil. Podemos dizer que não é um valor suficiente muitas vezes para todas as necessidades, mas basicamente atende”.

Economia. O auxílio de R$ 300 custará, mensalmente, R$ 25 bilhões aos cofres públicos. Assim que o benefício do Auxílio Emergencial for concluído, o presidente Bolsonaro deseja iniciar os pagamentos do Renda Brasil, que seria um programa social do governo, ainda não aprovado. Ainda não se sabe de onde virão os recursos para financiar tal programa.