Foi decidido ontem (24) que os desfiles de Carnaval em 2021 no Rio de Janeiro serão adiados. Essa decisão partiu da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), em reunião.

Essa decisão partiu da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), em reunião.

Ainda não há uma data certa prevista pela Liesa para que os desfiles aconteçam, mas é certo que não acontecerão em fevereiro. O presidente da Liga, Jorge Castanheira, afirma que qualquer avaliação de nova data depende exclusivamente da marcação de uma campanha de vacinação contra a Covid-19.

“A prioridade nossa é respeitar a questão da segurança”, disse Castanheira.

“Em função de toda essa insegurança, essa instabilidade em relação a área da ciência, de não saber se lá em fevereiro vamos ter ou não a vacina, chegamos à conclusão que esse processo tem que ser adiado. Não temos como fazer em fevereiro – as escolas já não vão ter tempo nem condições financeiras e de organização de viabilizar até fevereiro”, diz Castanheira.

“Nós estamos em permanente reunião aqui. Discutimos hoje não o cancelamento, mas uma possibilidade de um adiamento, uma solução alternativo, algo que venha num momento com segurança contribuir para a cidade do Rio de Janeiro”, acrescentou.

“Vamos continuar lutando, buscando alternativas para encontrarmos um projeto nosso que permita que as escolas de samba possam fazer algum processo alternativo aos desfiles que acontecem em fevereiro para também não prejudicar o carnaval de 2022. Então, vamos tentar encontrar no próximo momento, nos próximos meses, alguma solução que seja em outra data. A prioridade nossa é respeitar a questão da segurança”, disse Castanheira.