As vezes reclamamos tanto da vida não é ? Basta acordar mal humorado e passamos a atacar “Deus e o mundo”. Reclamamos do nosso corpo, da nossa família, do emprego, de um alimento com ou sem sal, enfim reclamamos da vida. E se por acaso a vida lhe desse um puxão de orelha, assim do nada? Se você pudesse descobrir que de um simples caroço que surgiu em você, ele foi crescendo, crescendo até que você descobre que ele é um tipo raro câncer?

na uti
Fabíola luta a 1 ano e 02 meses contra um tipo raro de câncer o “sarcoma monofásico.”

Essa é a historia da Fabíola Santos, de 25 anos, moradora do bairro Sol Nascente em Guarapari, que luta a 1 ano e 02 meses contra um tipo raro de câncer o “sarcoma monofásico”, (tipo de câncer que ocorre maior incidência em jovens, com idade média variando de 15 a 35 anos, localizam-se, comumente, nas proximidades das articulações)

Nela teve inicio na coxa e se espalhou pelo pulmão. Hoje já diminuído o tumor, ela faz tratamento com seções de quimioterapia. Fabíola já fez radioterapia, chegando a ficar por 14 dias na UTI, sendo 03 dias em coma profundo, respirando apenas por aparelhos.

 Vontade de viver. O que mais nos impressionou na Fabiola é a sua vontade de viver. Ela tem vencido a doença a cada dia e não se coloca na posição de coitada. Ao contrário; tem sido uma pessoa guerreira, otimista e batalhadora. Aparece nas imagens do Facebook, sempre com um sorriso lindo no rosto, compartilhando seu dia a dia.

recente02
“Imagina eu receber uma noticia dessa de um medico”

Desenganada. Ela conta que foi desenganada por dois médicos que lhe deram, apenas seis meses de vida. “Antes eu pensava naõ ter chance nenhuma. Porque o médico me falava que eu não iria ter a cura. Que era para eu ir pra casa e deixar por conta de Deus. Como o medico anterior, que afirmou isse que meu problema é crônico nenhuma pessoa se safou. Imagina eu receber uma noticia dessa de um medico”, diz.

Em busca de outras opiniões ela resolveu trocar de médicos. “No outro hospital não me deram nenhuma chance. Agora troquei e a médica que estou é excelente demais, ela me apóia, fala que eu tenho chances sim, que os resultados estão indo bem. Sexta ela ficou pasma com o diagnóstico, olhou e disse: “O que houve aqui?”. Eu olhei pra ela e perguntei: “O que foi?”. Pensei que tinha piorado sabe, mas não, ela disse: “O câncer diminuiu muito!” , explica animada.

Fabíola comemora todas as vitórias que tem conseguido com o apoio da nova médica. “Eu tinha só um pedaço de pulmão para respirar. Estou respirando bem sem falta de ar, não respirava bem antes, era muito difícil quando fiquei na UTI. Eu nem acreditei, me arrepiei toda naquele consultório. Nossa! Dói demais receber uma má noticia. Quem antes só recebia não, agora recede o sim”, diz emocionada.

recente
“Pelo carinho de todos, pelas orações do dia a dia, não tenho como expressar o que eu sinto por esses anjos”

Segundo a Fabíola, o apoio da família e a sua fé em Deus Foi essencial. “Só tenho que agradecer por ter colocado anjos em minha vida e por estarem participando desse momento. Sem esse apoio nós não chegaríamos a lugar nenhum. Pelo carinho de todos, pelas orações do dia a dia, não tenho como expressar o que eu sinto por esses anjos, que foram muitos, que deus colocou em minha vida,”, afirma.

Fabíola Capa
“Nunca perca as esperanças, por que quando há vida, há esperanças”

Segundo ela, sua fé foi reforçada pelas palavras de todos. “Toda vez que uma pessoa chega e fala que você é uma guerreira,que é preciosa demais, para não deixar ninguém nunca tirar esse sorriso de você, pois esse sorriso que cativa todos ao seu redor, minha fé só aumentou ainda mais quando fiquei na UTI”, conta.

Para finalizar, Fabíola deixa um recado para todos que passam por esse tipo de situação. “Nunca perca as esperanças, por que quando há vida, há esperanças e nunca perder a fé e acreditar em Deus. Nunca desanimar, nunca baixar a cabeça e dizer que nunca vai conseguir continuar. E lembre-se: não precisa ser fácil, só precisa ser possível!”, realmente Fabíola, na vida, tudo é possível.

 

BarcelosPor Júnior Barcelos

 Júnior é radialista na rádio Colina FM e Colaborador do Portal27

Deixe seu comentário