Começou ontem  (25) o último período do ano de proteção a “Andada do Caranguejo”, fenômeno onde os caranguejos machos e fêmeas saem de suas tocas e andam pelo manguezal para acasalamento e liberação de ovos, ficando assim mais expostos a captura. O caranguejo terá outra proteção em 2013, que será o período de defeso para os machos de 01 de outubro a 30 de novembro e fêmeas de 01 de outubro a 31 de dezembro.

 Entre os dias 25 de abril e 1º de maio, fica proibida a captura, o confinamento artificial do caranguejo vivo em qualquer ambiente, o transporte, o beneficiamento, a industrialização, o armazenamento e a comercialização da espécie. O comércio somente ocorrerá se acobertado por declaração de estoque junto ao Ibama.

P5 CAP RM 1
Entre os dias 25 de abril e 1º de maio, fica proibida a captura, o confinamento artificial do caranguejo vivo em qualquer ambiente.

 A Polícia Militar Ambiental, em conjunto com os mais diversos órgãos de fiscalização federal, estadual e municipal, em todo o Estado do Espírito Santo, estará realizando fiscalizações nos locais de captura e comércio do crustáceo, bem como realizará barreiras para impedir que ocorra o transporte irregular da espécie.

 O Setor de Planejamento da Polícia Militar Ambiental lembra ainda que além do caranguejo, estamos no período de defeso do camarão (até 31 de maio), da manjuba (até 15 de maio) e da lagosta (até 31 de maio), bem como, em razão de estarem considerados como vulneráveis no nosso Estado, estão proibidas por tempo indeterminado a captura do pitú, do lagostim de água doce e do guaiamum, até que novos estudos comprovem que sua população está normalizada.

 

Denúncias de irregularidades podem ser feitas pelos telefones:

Região Centro/Serrana: (27) 3336-4515;
Região Norte/Noroeste: (27) 3711-8151;
Região Norte/Nordeste: (27) 3763-3663;
Região Sul: (28) 3521-3358, 3553-2042.
E-mail:  bpma@pm.es.gov.br.

fonte: Policia ambiental.

Deixe seu comentário