Um comerciante de 64 anos bateu com o seu carro em um poste, na madrugada de hoje, na Ponte de Guarapari. Segundo informações de testemunhas, o idoso que seguia do bairro Muquiçaba em direção ao Centro da Cidade, estava em alta velocidade, derrapou na pista e atingiu o canteiro. O carro parou no meio da rodovia.

O acidente aconteceu por volta das 00h30 da madrugada de hoje. Diversas pessoas passaram pelo local e se assustaram com a cena. Foto: Wilson Salles.
O acidente aconteceu por volta das 00h30 da madrugada de hoje. Diversas pessoas passaram pelo local e se assustaram com a cena. Foto: Wilson Salles.

Era por volta de 00h30 quando os moradores passavam pelo local e flagraram a cena, que chamou muita atenção. De acordo com informações dos policiais que atenderam a ocorrência, o idoso disse que perdeu o controle do Agile vermelho, com placas OYD 0380, de Guarapari e não conseguiu frear, atingindo o poste.

A vítima foi encaminhada para o Hospital Bezerra de Faria em Vila Velha. Foto: Wilson Salles
A vítima foi encaminhada para o Hospital Bezerra de Faria em Vila Velha. Foto: Wilson Salles

O resgate do Corpo de Bombeiros esteve no local para realizar os primeiros socorros. O comerciante teve diversas escoriações pelo corpo. Ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Ipiranga.

Com o impacto da batida, o homem reclamou de muitas dores nos braços. Por falta de um ortopedista na UPA da cidade, o comerciante foi transferido para o Hospital Bezerra de Faria, em Vila Velha, para ser atendido por um especialista. O estado de saúde da vítima é estável.

Prefeitura. Por meio de nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Guarapari informou que é a Secretaria de Estado da Saúde que possui a competência para destinar ao município um profissional de ortopedia para atender aos pacientes e hoje, não possui nenhum ortopedista. A nota ainda explicou que cabe ao executivo municipal penas da atendimento básico. Os casos com médio ou alta complexabilidade é encaminhados para hospitais da Grande Vitória.

Estado. Procuramos a Secretaria de Estado da Saúde que também nos respondeu através de nota o seguinte: “A Secretaria de Estado da Saúde esclarece que os hospitais atendem urgência e emergência e contam com ortopedistas para casos graves. Ao município compete a contratação de profissionais para atuar em seus serviços.

Ao Estado compete disponibilizar consulta com ortopedista, ou seja, casos não urgentes. Nestas situações, o usuário deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa. O Estado disponibiliza cota mensal para o município e ele agenda de acordo com a prioridade de cada caso.”

Deixe seu comentário