Moradores de Muquiçaba em Guarapari estão sofrendo e reclamando do lixo gerado por supermercado há mais de 15 anos. O servidor público, Delcemar Matos, entrou em contato com o Portal 27 para fazer uma reclamação de uma situação que segundo ele, já está insustentável. 
 
Ele que é morador da rua Santana do Iapó, muitos são os problemas gerados para os moradores com o funcionamento do supermercado. Desde o lixo gerado, os caminhões que prejudicam o trânsito na rua, até o barulho excessivo durante a noite.
 
Caminhões de entrega impedem que trânsito flua. “Minha mãe e meu pai são falecidos já sofreram com isso, a gente sofre, todos os vizinhos. É uma rua estreita, os caminhões param diuturnamente, quebram nossas calçadas, temos sempre que reformar. O caminhão ocupa mais da metade da rua, o carro que vai na mão dele tem que pegar a contramão para poder passar. O estacionamento do outro lado fica impossível de parar, se parar não passa nem bicicleta”, desabafou Delcemar. 
 
Moradores de Muquiçaba em Guarapari estão sofrendo e reclamando do lixo gerado por supermercado há mais de 15 anos.
Lixo e ratos. Sobre a situação do lixo, além do mau cheiro, o morador reclamou da proliferação de ratos. “Todo dia tem rato dentro do nosso quintal, sujeira demais, muito resto de comida no lixo, animais de rua, cachorro, gato, mau cheiro”, afirmou Delcemar reclamando também do barulho do gerador do estabelecimento, principalmente à noite: “o meu quarto fica do lado do gerador, tem anos que eu durmo com esse barulho”, disse.
 
Acordo. O morador informou que já tentou diversas soluções amigáveis junto ao supermercado. “Eles dizem que vão resolver e não fazem nada”, afirmou Delcemar informando que o estabelecimento tem, inclusive, um terreno no fim da rua onde o caminhão poderia descarregar e não incomodaria ninguém. Veja a reclamação dos moradores. 
 
Prefeitura. Entramos em contato com a Prefeitura Municipal de Guarapari para verificar que providências podem ser tomadas em relação ao lixo e consequente proliferação de ratos, em relação ao barulho e à passagem obstruída acrescida das calçadas danificadas. Fomos informados que:
 

“A Secretaria de Postura e Trânsito vai encaminhar um fiscal à empresa para verificação das irregularidades apresentadas. A Vigilância Sanitária também foi acionada e irá ao local com a equipe de plantão. A equipe do Disquei Silêncio irá ao local para monitorar a região.

A Secretaria Municipal de Análise e Aprovação de Projetos informa que está iniciando neste bairro, ainda nesta semana, as notificações de calçada cidadã. Também será realizada a notificação quanto aos terrenos em estado de baldio para fechamento”.

Comments are closed.