Desde segunda-feira (29), o Hospital Danilo Monteiro de Castro, localizado no Centro de Iconha, está cobrando por consultas que não se caracterizem como urgência e emergência. Quem chegar ao local para ser atendido e for classificado como caso ambulatorial deverá pagar o valor de R$ 60. A mudança, segundo a Prefeitura, se deve ao fato do local ser uma instituição privada.

“O hospital é administrado pela Fundação Médica Assistencial do Trabalhador Rural de Iconha, ela possui total autonomia administrativa. A partir de agora, todas as consultas ambulatoriais, ou seja, que não assumam um caráter de urgência e emergência custarão um valor de R$ 60,00. O objetivo é fortalecer a instituição que vem sofrendo a tempo com a falta de recursos para sua manutenção e sustentação. Atualmente, o hospital vem registrando uma média de 100 atendimentos por dia, logo, por mês, se chega a 3.600 recepções, vindo acusar uma despesa de R$ 27.000 de consultas ambulatoriais. Para custear esse orçamento, o Hospital vem recebendo um valor de R$ 11.000 provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS), o que não cobre as despesas geradas pelas consultas”, informa o comunicado divulgado à população e à imprensa.

hospital iconha
Hospital é conveniado somente para fazer atendimentos de urgência e emergência. Foto: Acom/Iconha

O hospital é filiado a Prefeitura, porém somente para casos de urgência e emergência, e por causa dessa filiação o Executivo repassa R$ 100 mil por mês para instituição para custear os serviços. De acordo com o médico Murilo Ferraz, as mudanças são urgentes para que se consiga manter o local funcionando. “Aconteceram vários cortes a nível Estadual e Federal, logo, o problema no setor da saúde, não se restringe a Iconha. Engloba todo o Brasil. Nosso objetivo é fortalecer essa instituição, fazendo com que a mesma atraia cada vez mais pessoas. Sonhamos com o hospital de Iconha sendo referência em consultas, exames e etc”, finalizou.

Qual o procedimento para fazer uma consulta sem pagar?

O município possui cinco unidades de Programa de Saúde Familiar (PSF) que estão à disposição de todos para a realização de consultas gratuitas. Para qualificar ainda mais o atendimento, a Prefeitura vai instaurar procedimento para contratação  de mais um médico no Posto de Saúde do Centro para satisfazer a demanda.

Com informações da Acom/Iconha

Deixe seu comentário