O deputado estadual e presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Guinchos, Enivaldo dos Anjos (PSD), afirmou que protocolou hoje (06) no Tribunal de Contas do Estado (TC-ES) um pedido de suspensão do contrato da empresa que opera o estacionamento rotativo em Guarapari.

enivaldo dos anjos
Enivaldo protocolou um pedido de suspensão do contrato da empresa que opera o estacionamento rotativo em Guarapari.

“Vou protocolar amanhã (hoje) no TC-ES a suspensão do contrato do rotativo, alegando que a CPI denunciou esse contrato e o Tribunal disse que estava apurando as denúncias. Vamos pedir a suspensão. Já que o Tribunal não respondeu à CPI qual o resultado da apuração, como esse contrato foi colocado em prática?”, questionou Enivaldo.

Ele ainda diz que a CPI denunciou o contrato por falta de transparência no processo de licitação. “Há informação de que a empresa foi escolhida a dedo”, afirma.

De acordo com o deputado, a máfia dos guinchos está presente em Guarapari. Ele ainda ressalta que publicou um vídeo de remoção de um carro na Praia do Morro feita por um guincho ilegal. “Vou enviar também amanhã (hoje) um ofício ao Comando da Polícia Militar para saber se são policiais militares que estão prestando serviço à empresa de guincho para remover carro em Guarapari. Estão guinchando os veículos dentro e fora das áreas do rotativo”, acrescenta.

Prefeito Orly Gomes anuncia medidas de economia. Foto: PMG
Prefeito Orly Gomes deve ser convocado para depor na CPI dos Guinchos.

Enivaldo afirma que solicitou a convocação do prefeito de Guarapari, Orly Gomes (DEM), para prestar esclarecimentos à comissão: “Vamos convocar o prefeito para depor na CPI no dia 15 de fevereiro”.

A partir de amanhã, integrantes da CPI irão fazer uma blitz no município para flagrar abusos na remoção dos veículos. A ação segue até domingo. “Vamos tirar fotos e ouvir pessoas para os trabalhos da comissão”, explicou Enivaldo.

O deputado vem a Guarapari na sexta-feira (08) para falar com a imprensa local. Na ocasião, ele dará mais detalhes sobre a investigação.

Foto: João Thomazelli/Portal 27
O deputado virá a Guarapari na sexta-feira (08). Foto: João Thomazelli/Portal 27

Sobre as ações do deputado, a Prefeitura de Guarapari disse, em nota, que: “Vamos aguardar a formalizações das ações do Deputado. De toda forma, reiteramos que o procedimento de licitação, e consequente outorga do Estacionamento Rotativo, já foi objeto de análise do Tribunal de Contas, via de consequência, Ministério Público de Contas, Ministério Público do Espírito Santo, e, inclusive, já houve judicialização deste procedimento, no qual não foi apontado nenhum questionamento quanto à lisura do certame.

A assessoria da empresa Vaga Ativa, responsável pelo rotativo, afirmou que nenhum veículo foi autuado ou guinchado nas áreas de cobrança do rotativo desde o início da cobrança e que a remoção de veículos é de responsabilidade do município.

*Com informações do jornal A Tribuna

Deixe seu comentário