O isolamento social já ultrapassa os 120 dias no Espírito Santo, e as crianças devem ficar sem aulas pelo menos até o final de agosto, é o que diz o governo estadual e municipal. Em Guarapari, mais de 20 mil alunos seguem em casa, e o número de acidentes com criança tem aumentado.

Médico há 39 anos, Dr. Rogério Zanon fala sobre a atenção redobrada com as crianças para evitar situações infelizes.

Segundo levantamento do Ministério da Saúde, acidentes domésticos são a principal causa de morte de crianças brasileiras até os 14 anos. Por ano, são registrados 4,7 mil óbitos e a hospitalização de outras 125 mil. Um cenário preocupante, ainda mais levando em consideração que mais de 90% dessas ocorrências poderiam ser evitadas com atos simples de precaução.

Em tempos de pandemia, a maior preocupação para o médico é o álcool em gel. Dentro de casa, a orientação é suspender o produto e usar a água e sabão para limpeza das mãos. Assista o vídeo:

Deixe seu comentário