Nesta terça-feira (28), das 8h às 12h, a Faculdade Pitágoras recebeu, no auditório da instituição, uma profissional para falar sobre o tema: a docente consultora de comunicação empresarial e gestão de marca, Maria Imaculada de Souza. Ela estará reunida com a direção da unidade em um café da manhã com gestores das áreas de Recursos Humanos de diversas empresas privadas da região para conversar sobre um tema que merece bastante atenção no cenário atual, o apagão de talentos.

O objetivo foi mostrar como se destacar no mercado; Foto: Divulgação.
O objetivo foi mostrar como se destacar no mercado; Foto: Divulgação.

Um dos mais influentes headhunters do mundo, Alfredo José Assumpção, e o criador do modelo acadêmico e vice-presidente de ensino a distância da Kroton Educacional, Rui Fava ministrarão virtualmente um palestra sobre a temática. A iniciativa integra o Programa Aprimorar, uma ação organizada para as instituições de ensino superior do grupo Kroton Educacional e criada para facilitar o acesso à educação e qualificação profissional. Além disso, o objetivo é estimular o intercâmbio de conhecimento entre essas importantes esferas da sociedade, a academia e o setor privado, ao reforçar a parceria e fomentar oportunidades por meio do desenvolvimento de profissionais.

Alfredo José Assumpção é referência no país. Foto: Blue Steps.
Alfredo José Assumpção é referência no país. Foto: Blue Steps.

Segundo Alfredo José Assumpção, é importante que o profissional de recursos humanos seja atualizado e tenha consciência sobre a nova parametrização que surge neste novo século para aferição adequada dos talentos necessários para a organização, sem os quais a corporação tende a desaparecer. “A palestra auxiliará os gestores no trabalho de desenvolvimento de talentos junto ao mundo acadêmico, ajudando como demandar o curso ou o treinamento correto para manter os talentos da empresa atualizados. Nesta configuração, a empresa torna-se o cliente da instituição de ensino, que desenvolverá cursos sob medida para atender com precisão e eficácia as necessidades de desenvolvimento do capital humano da empresa”, ressalta.

No caso do papel da instituição de ensino superior, a função é preparar o aluno para o mercado de trabalho, além de se comprometer com a formação de um cidadão completo para o exercício da profissão, atuando em um mundo cada vez mais competitivo e globalizado, exatamente o foco do modelo acadêmico inovador usado na Universidade de Cuiabá. “Para atrair as atuais gerações Y e Z dentro da sala de aula e incentivar a aprendizagem, o processo de ensino precisa ser dinâmico e fazer referência à realidade fora da academia, com atividades que despertam o saber e com conteúdo disponível antes, durante e após a disciplina”, completa o VP, Rui Fava.

Fonte: Comunicação Pitágoras.