Este domingo (16) foi o último dia da realização da tradicional feira livre na rua Aristides Caramuru, na Prainha de Muquiçaba. A partir da próxima quinta-feira (20) ela passará a acontecer na rua Marcílio Dias, próxima a Capitania dos Portos.

A mudança de endereço já havia sido anunciada pela antiga gestão no ano passado, que propôs a transferência da feira para a rua Santo Antônio próxima a Capitania dos Portos. Mas o novo local não agradou os feirantes que com a ajuda de um cliente realizaram um abaixo-assinado contra a mudança. A alteração acabou não acontecendo, mas agora ela será realizada.

Edson definiu o novo local da feira na rua Marcílio Dias, onde costumeiramente é realizado treinamentos do Detran na Prainha de Muquiçaba. Foto: Wilcler Lopes/portal 27

Preocupados com a mudança para a  rua Santo Antônio, feirantes procuraram os vereadores. “Os feirantes não questionam a saída dali só questionam a forma como está sendo feita porque não houve diálogo com eles. Simplesmente a pasta da Secretaria da Agricultura, que é a responsável pela feira, já deu uma notificação dizendo que este domingo será o último dia de feira na rua da Prainha e que na quinta-feira que vem, dia 20, já teriam que estar na nova estrutura sem que houvesse diálogo com eles. Isso é que está trazendo um pouco de revolta por parte dos feirantes”, disse o vereador Clebinho Branbati.

“Os feirantes não questionam a saída dali só questionam a forma como está sendo feita porque não houve diálogo com eles.”, afirma Clebinho

Segundo o parlamentar, os trabalhadores pediram ajuda a ele e aos vereadores Grijó, Sandro Bigossi e Rosângela e os quatro protocolaram um ofício na Secretaria de Agricultura pedindo que os feirantes fosse ouvidos. “Nós protocolamos um ofício na Secretaria de Agricultura em nome desses quatro vereadores solicitando que enquanto não houvesse um diálogo com os feirantes para definir um local mais apropriado não fosse feita nenhuma mudança. Infelizmente, nós não obtivemos nenhuma resposta”, disse o vereador.

Ele afirmou que “o local onde eles estão hoje acaba atrapalhando o trânsito e os moradores que hoje residem naqueles prédios novos que foram construídos. Essa é a principal justificativa, por ser uma área nobre e de muito movimento no verão a feira atrapalharia. Só depois da construção desses prédios é que a prefeitura procurou os feirantes para fazer essa mudança. Não havia reclamação antes dessas construções. Na verdade, a partir do momento em que esses prédios foram habitados começou a ter reclamação por parte desses moradores e a prefeitura decidiu tomar essa medida”., afirmou.

Insegurança. O vereador explicou que os feirante não concordaram com a transferência da feira para a rua Santo Antônio, como proposto pela gestão anterior, porque da falta de segurança e insalubridade do local.  “Os feirantes não se incomodam em mudar dali. Eles querem é ir para um local que não seja totalmente insalubre. O local onde eles estavam sendo colocados é lá dentro do mangue em uma rua de fundo que as autoescolas utilizam para fazer provas. É um local bem abandonado e os feirantes se sente excluídos. O problema principal é o mau cheiro porque vender comidas em uma região com o cheiro horrível é ruim para eles comercializarem. Tem também a questão da segurança porque todo mundo sabe que ali é um local crítico porque tem a prostituição e o tráfico e os feirantes chegam de madrugada para trabalhar, então é complicado”.

A ideia do ex-prefeito Orly Gomes era colocar a feira na Rua Santo Antônio, próximo ao mangue, asfaltada no ano passado. Foto: Wilcler Lopes/Portal 27

O vereador disse ainda que como a Secretaria de Agricultura não apresentou nenhuma resposta para o ofício vai se reunir com o prefeito. ” Eu falei por telefone com o secretário e ele disse que é uma determinação do prefeito. Mas oficialmente ele não nos respondeu.  Segunda-feira a gente vai buscar o prefeito para conversar diretamente com ele para ver se realmente é uma determinação dele, tentar mediar esse conflito e ter um entendimento que seja bom para a prefeitura e que seja bom para o feirante também”, finalizou.

Prefeitura.  O Portal 27 procurou a prefeitura para saber o porque da escolha deste novo local e também o porque  não foi realizada uma reunião com os feirantes para ouvir a opinião deles sobre o assunto. A prefeitura informou que devido ao aumento do número de prédios construídos na rua Aristides Caramuru, em Muquiçaba, a realização da feira naquela localidade se tornou impraticável, uma vez que atrapalha o livre acesso de entrada e saída de carros dos moradores da região, além de gerar insegurança aos frequentadores da feira pela grande circulação de veículos.”

Novo local. Ao contrário do que pensava o vereador, os feirantes e conforme foi divulgado pela gestão de Orly Gomes, a prefeitura na gestão de Edson Magalhães definiu um novo local. “A prefeitura observando estes fatos, desde o início da atual gestão, conversas com os feirantes e estudos foram adotados para identificar a melhor localização disponível, visando atender toda a demanda dos 60 trabalhadores e a circulação dos frequentadores/consumidores, sendo escolhida  a rua Marcílio Dias”

Na próxima semana feira de Muquiçaba já acontece em novo local. Foto: Wilcler Lopes/portal27

A prefeitura segue dizendo que “Com a mudança de local já acordada junto à associação do feirantes, os trabalhadores foram comunicados e apenas um pequeno número de feirantes se opõe.  Inicialmente marcada para o dia 24 de março, a Prefeitura  prorrogou o prazo da mudança de endereço para que os feirantes tivessem mais tempo e comodidade para se organizarem.

Tal mudança mudança pode ser temporária, pois a administração apresentará uma proposta de construção de um espaço apropriado para abrigar a definitivamente a Feira Livre de Muquiçaba. A mudança de endereço da feira já era prevista desde o ano passado, quando a gestão anterior propôs a rua Santo Antônio, próximo ao canal . Ao assumir a gestão do município neste ano, a atual administração identificou na rua Marcílio Dias, onde hoje ocorrem as aulas de auto escola, uma localidade mais ampla e que receberá melhorias de limpeza e iluminação.  Assim, a Associação dos Centros de Treinamento de Condutores deverá se mudar para a rua Santo Antônio.”

Deixe seu comentário

Comments are closed.