Um servidor público de Guarapari está desaparecido. João Luiz Silva Lira, de 54 anos, que trabalha como motorista da prefeitura, sumiu após bater o ponto na segunda-feira na Secretaria Municipal de Saúde.

Preocupados com o desaparecimento familiares decidiram pedir ajuda da população para reencontra-lo.  “Ele bateu o ponto às 7h da manhã, e saiu logo depois das 8h pela porta da frente sem falar com ninguém onde iria. Depois disso, ele desapareceu. Fizemos o boletim de ocorrência na terça-feira. Hoje (quinta-feira) fazem três dias do desaparecimento dele”, disse a imprensa a irmã, a professora Sandra Silva, 49.

João Luiz Silva Lira, de 54 anos, que trabalha como motorista da prefeitura, sumiu após bater o ponto na segunda-feira na Secretaria Municipal de Saúde.

Segundo ela contou, neste dia, o motorista deixou o telefone em casa, e o aparelho foi encontrado sem o chip. “Não sabemos se há algum motivo para ele ter deixado o telefone em casa ou se realmente esqueceu o aparelho. Mas o que não temos é nenhuma notícia dele desde segunda-feira. Ele não entrou em contato com ninguém da família até o momento”, complementa a irmã.

João Luiz mora na mesma rua em que a irmã, no bairro Muquiçaba. Como a secretaria onde atua é perto da residência, o motorista costumava ir caminhando até o trabalho. Segundo os familiares, no dia do desaparecimento, ele estava vestido com uma camisa vermelha com a logomarca da prefeitura, boné preto, calça jeans e tênis marrom.

De acordo com a irmã, “O sumiço dele nos causa estranheza porque isso nunca aconteceu antes. Ele nunca faltou um dia de serviço. Fomos conversar com o chefe dele para saber se algo aconteceu, e ninguém tem o que questionar dele. Nas últimas semanas ele foi acompanhar nosso pai na vacinação contra Covid e até avisou que chegaria uns minutos atrasados no trabalho. Ele nunca faltou um dia de serviço”, disse

A família pede ajuda dos moradores de Guarapari e até mesmo de outras cidades, pois não há informações alguma sobre o motorista. Quem tiver alguma informação pode entrar em contato direto com a polícia, através do 181 ou 190, e a irmã Sandra atende pelo telefone (27)  99811 5065.

Deixe seu comentário