Será instalado na cidade saúde, o primeiro Centro Dia do Espírito Santo, para atender pessoas portadoras de deficiência que encontram-se em situação de isolamento social. O serviço oferecido no local é para as pessoas que necessitam de apoio para a realização de cuidados básicos na vida diária, como se vestir, comer, fazer higiene pessoal e se locomover.

“Nós participamos de um processo seletivo e o município teve que apresentar todas as condições de execução do serviço e nós fomos contemplados a executar o primeiro no Espírito Santo”, explica Maria Helena Netto, responsável pela SETAC.

casa dia
A Casa Dia está recendendo as últimas reformas para a inauguração que será em meados do mês de Outubro.

O local terá capacidade para trinta pessoas e está sendo adaptado. Trata-se de uma casa na Av. Anchieta, no bairro Ipiranga, em Guarapari. A secretária explica que o serviço é exclusivamente para as famílias que possuem um deficiente em casa, e devido ao trabalho, o indivíduo acaba ficando sozinho. “Muita das vezes os familiares precisam trabalhar e ninguém pode ficar durante o dia inteiro com esse deficiente dentro de casa para cuidar. Ele até recebe beneficio, mas ninguém pode cuidar dele. E o pior, quando chega o final de semana, cada familiar vai se divertir e ele nunca vai a lugar nenhum. Então, essa pessoa não tem convívio social, e sim uma vida em clausura dentro de casa”.

As pessoas selecionadas a participarem do Centro Dia, terão um novo lar a partir do próximo mês, em Outubro. Os familiares vão trabalhar e poderão deixar a pessoa no local, e quando finalizar o expediente, um familiar busca-o novamente. O serviço será oferecido de segunda à sexta, das 8 às 17h. “As pessoas selecionadas não são aquelas que já participam da APAE, Pestalozzi. A nossa equipe técnica vai fazer as visitas, e a seleção é dentro do perfil definido pela Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS)”, ressalta Maria Helena.