Feriado prolongado é sinônimo de praias cheias em Guarapari, mas também significa mais trabalho para os guarda-vidas da cidade. Em apenas dois dias o Corpo de Salvamento Marítimo efetuou 59 salvamentos nas oito praias que contam com guarda-vidas, mas a maioria dos afogamentos ocorreu na Praia do Morro.

O dia 15 de novembro foi mais crítico até agora, com 49 salvamentos contabilizados. Ontem (20) foram mais dez pessoas retiradas da água com a ajuda dos guarda-vidas. além disso. Nos dois dias não foi registrado nenhum caso mais grave de afogamento. Apenas uma senhora que sofreu um mal súbito na areia necessitou de cuidados mais intensos e foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento.

As praias que hoje contam com guarnições de são: Areia Preta, Castanheiras, Namorados, do Morro, da Cerca, Santa Monica, Setiba e Ulé.

Além dos afogamentos, os guarda-vidas também ajudam na localização de crianças perdidas ao longo da praia. Nos dois dias 23 crianças se perderam dos pais e foram ajudadas pelos servidores a reencontrar seus parentes.

O sábado amanheceu chuvoso, o que significa que o mar fica mais agitado e o risco de afogamento também aumenta, principalmente para aqueles que não conhecem o mar. confira algumas dicas para se manter seguro na hora de dar um mergulho na praia:

Feriado prolongado é sinônimo de praia cheia e aumento no número de afogamentos. Foto: Walace Araújo/Colaborador

– Sempre que chegar na praia procure observar onde ficam os postos de guarda-vidas e  informe-se com eles onde seriam os locais mais apropriados para banho.

– Quando entrar no mar evite ultrapassar as linhas de arrebentação (onde as ondas quebram).

– Mantenha a água abaixo do seu peito pois desta forma, caso pise em um buraco, perceberá a água tentando te cobrir.

– Observe locais onde sempre que passa ondas, uma grande quantidade de espuma com areia retornando para o oceano, pois ali está se formando uma vala ou ponto de correnteza também conhecida como vassourinhas. Evite estas áreas.

– Caso sejam pegos por estas vassourinhas procurem boiar. Evite nadar contra a corrente e tente mover-se para lateral, desta forma mantendo a calma sairá da corrente de retorno podendo chegar a um banco de areia ou até a equipe de resgate chegar.

– Caso esteja com uma prancha ou um flutuador não abandone pois é muito comum a vítima de afogamento perceber que está sendo arrastado pela corrente de retorno e abandonar seu flutuador piorando assim sua situação.

– Caso veja alguém se afogando, busque os guarda-vidas. Eles têm treinamento para fazer o resgate. Caso não haja guarda-vidas na praia procure algo que flutue como pranchas, boias ou similares para que  o afogado não tenha contato direto com você e não te agarre podendo causar um mal maior.

– Caso tenha o hábito de nadar, busque fazer de forma paralela a praia, horizontalmente, pois a maioria que nada mar à dentro, além de poder cansar por conta da distância e dificultando seu próprio resgate, pode ser atingido por uma embarcação.

– bandeiras vermelhas significam que aquele local é impróprio para banho, pois há pedras submersas ou correntezas.

Deixe seu comentário

Comments are closed.