O homem suspeito de amarrar um cachorro na traseira de um carro e arrastá-lo pelas ruas de Jaguaré, no Norte do Espírito Santo, foi detido nesta terça-feira, e na 18ª Delegacia Regional de São Mateus, disse que a intenção era sacrificar o animal.

Ao delegado Leonardo Malacarne, o homem de 32 anos, alegou que o animal aparentava estar doente e com fome. Ainda de acordo com o delegado, o homem, que não teve a identidade revelada pela polícia, contou que encontrou o cachorro na rua e resolveu sacrificá-lo, amarrando-o em seu carro. Para isso, ele usou uma corda de varal que guardava no veículo.

Câmeras de segurança de um condomínio, que fica no Centro de Jaguaré, flagraram o momento em que um motorista amarra o cachorro na traseira de um carro e sai arrastando animal pela rua, na noite da última segunda-feira (12).

Nas imagens das câmeras, é possível ver quando o veículo passa, em alta velocidade, puxando o cachorro. O animal, ainda com vida, tenta correr acompanhando o veículo.

Em outro vídeo, registrado cerca de 34 minutos depois, o carro está em frente a um outro prédio e o animal aparece caído no chão, sem vida. O motorista desce do veículo, e usando o que parece ser uma faca, corta a corda que prende o cachorro ao carro, entra no veículo e foge.

Por nota, a Polícia Civil informou que a ocorrência está em andamento no plantão vigente da Delegacia Regional e que após a finalização das oitivas da ocorrência terá mais informações sobre o que vai acontecer com o suspeito.

Com informações do Folha Vitória. 

Deixe seu comentário