A longa estiagem que atinge o Espírito Santo tem trazido uma série de problemas para a população, como a falta de água, por exemplo, e o aumento no número de incêndios em vegetação.

Em Guarapari a equipe do 5º Batalhão de Bombeiros Militares está tendo muito trabalho para atender todos os casos de incêndios em vegetação. Nos últimos dias, pelo menos cinco incêndios de grandes proporções foram combatidos pelos militares.

Bombeiro combate incêndio em vegetação em Guarapari. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Bombeiro combate incêndio em vegetação em Guarapari. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Na maioria dos casos, os incêndios começam por ação humana e não por combustão natural. Foi ocaso do incêndio registrado na região do Bairro Village do Sol na semana passada.

Um morador colocou fogo em um monte de lixo e o fogo se espalhou rapidamente. Na sexta-feira, os bombeiros trabalhavam em três frentes para conter as chamas, no Bairro Palmeiras, Village do Sol e Praia do Sol.

As chamas atingiram uma grande área de vegetação. Foto: Divulgação
Incêndio que atingiu região do Bairro Village do Sol na semana passada. Divulgação

Outro incêndio que começou com a queimada de lixo foi no Bairro Nossa Senhora da Conceição, na madrugada do dia 25 de Janeiro. Um morador colocou fogo em uma pilha de lixo, mas o fogo se espalhou por um terreno baldio e por pouco não atingiu algumas casas que ficam ao lado do terreno.

Dicas do Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militar alerta à população e recomenda que todos tenham especial atenção com o trato do lixo, não queimando resíduos em terrenos baldios, pois podem propagar as chamas para outros locais. Não descartar resíduos em locais de vegetação, principalmente objetos de uma alta inflamabilidade, também é uma importante medida para evitar incêndios.]

Não lance pontas de cigarro pela janela do carro. Devido à baixa umidade no período da seca, a vegetação se incendeia com muita facilidade.

Mesmo que você tenha autorização para realizar a queimada, não a faça em dias de muito calor ou vento. Nesta situação, pode ocorrer a perda do controle do fogo, colocando outras áreas em risco.

 

Deixe seu comentário