A manhã de hoje (01) foi de protestos em Guarapari. Moradores se reuniram na Praça Philomeno Pereira Ribeiro (Itapemirim) em Muquiçaba para protestar pedindo melhorias na saúde municipal e também se manifestar contra as recentes mortes ocorridas no Hospital e Maternidade Francisco de Assis (HFA).  

protesto foi pedindo melhorias na saúde municipal e também se manifestar contra as recentes mortes ocorridas no Hospital e Maternidade Francisco de Assis (HFA).  

Jaci dos Anjos Moreira, uma das organizadoras do movimento afirmou que “o que nos moveu foi a indignação dos acontecimentos em Guarapari pelas mortes das crianças bruscamente”, disse ela, alegando diversos pontos de negligencia nos casos.  “Não é possível que administração pública a secretaria de Saúde e Conselho de Saúde não estão enxergando estes fatos. Nós estamos fazendo um abaixo assinado e vamos encaminhar para todos os órgãos competentes. Queremos uma CPI da saúde”, disse ela.  

Fabíola Walter Pereira Silva

Ambulância. Presente ao evento, Fabíola Walter Pereira Silva, mãe do menino Flávio Walter de Abreu, que morreu após buscar atendimento no HFA e UPA (reveja aqui), fez um depoimento público comentando a morte do seu filho.

“Meu filho passou mal de madrugada e eu fui pedir socorro no Hospital Francisco de Assis. Somente porque ele tinha menos de um mês do completar 13 anos ele não foi atendido. Um enfermeiro foi ver e disse que ele não podia ser atendido e mandou ele para o UPA do Centro.  Meu filho acabou sofrendo muito porque não tinha uma ambulância com UTI aqui nessa cidade tão grande bonita e ali tem uma gaiola de cem mil reais”, disse ela se referindo a escultura que existe na praça que foi colocada a poucos dias.

Ela finalizou pedindo ajuda dos moradores. “Em vez de comprar uma ambulância, eles compraram uma gaiola. Fora os outros descasos e negligencia que estão fazendo com o povo de Guarapari.  Então eu peço assinatura de todos vocês mães e pais de família. Nós estamos aqui lutando não é para gente não. Meu filho já foi. Mas tem outros filhos e outras as pessoas que precisam da saúde”, afirmou.

Os manifestantes estarão recolhendo assinaturas as até às 17h de hoje (1).

HFA. Através de nota de sua assessoria o Hospital e Maternidade Francisco de Assis (HFA) disse o seguinte. 

NOTA DE POSICIONAMENTO À IMPRENSA

 – MANIFESTAÇÃO MARCADA PARA 01/11/18

 O Hospital Francisco de Assis – HFA, ciente da manifestação marcada para acontecer nesta quinta-feira, dia 1º de novembro de 2018, vem através desta apresentar posicionamento diante do exposto. Levando em conta que o argumento para o protesto envolve os serviços de saúde oferecidos no município de Guarapari, local de atuação do HFA, é importante citar que:

O HFA conta, no atendimento pediátrico, com uma equipe altamente capacitada em regime de plantão 24h/dia composta por dois médicos pediatras, dois pediatras intensivistas, dois médicos pediatras de rotina e anestesista, além de equipe de enfermagem completa atuando desde a classificação de risco;

O hospital possui uma Comissão de Ética Médica para avaliação de todos os procedimentos que possam infringir o código de ética da medicina, e um Núcleo de Qualidade com objetivo de manter os padrões necessários, sendo fiscalizado mensalmente pela Secretaria Estadual de Saúde;

A instituição, juntamente com todo corpo clínico, se sensibiliza quando um óbito é registrado, entende a comoção popular e se solidariza com as famílias e pessoas envolvidas nesses casos;

Como única referência hospitalar em atendimento pediátrico no município de Guarapari e região, com pronto atendimento, internação e UTI pediátrica, possui uma demanda média de 120 atendimentos pediátricos por dia. Entretanto, estatísticas de atendimento médico mostram que 90% do total de atendimentos, feitos diariamente, são sensíveis à atenção básica de saúde, ou seja, poderiam ser atendidos nas Unidades de Saúde da Família dos bairros.

Oportunamente, a Diretoria do HFA conclama a população para apoiar a estrutura hospitalar existente que se difere, dada a atual capacidade instalada, de todos os municípios de médio porte no Estado do Espírito Santo, para que possamos somar forças na melhoria contínua dos serviços ofertados às gestantes e às crianças em Guarapari.

Guarapari, 01 de novembro de 2018.

Assessoria de Comunicação do Hospital Francisco de Assis (HFA)

Deixe seu comentário

Comments are closed.