Moradores e comerciantes de Meaípe e região vão aproveitar o feriado de Finados, nesta quinta-feira (02), para realizar uma manifestação pedindo mais ações para resolver o problema da orla. O protesto será realizado a partir das 9h na Avenida Vitória, no mesmo bairro.

Segundo a presidente da Associação de Moradores de Meaípe, Marlene Celda, a manifestação será pacífica e não vai atrapalhar o trânsito. Foto: Divulgação

A presidente da Associação de Moradores de Meaípe, Marlene Celda explicou que a manifestação será pacífica e não vai atrapalhar o trânsito. “Não vamos fechar a pista. Quando o sinal estiver fechado a gente coloca as faixas e faz a manifestação. Depois, possivelmente, também vamos seguir em passeata pela orla”.

Segundo ela, a medida é para chamar a atenção do poder público sobre a necessidade da realização de outras obras na praia. “Queremos o engordamento artificial e a urbanização da nossa praia”.

Marlene afirmou ainda que o muro de contenção que está sendo construindo pela prefeitura não é suficiente. “Ele não vai resolver o problema. Nós precisamos da contenção da maré e o engordamento da praia. Só esse muro não vai conter a maré e nós vamos ficar sem praia do mesmo jeito”.

Veja o vídeo criado para convocar as pessoas a participarem da manifestação:

O Portal 27 procurou a prefeitura para saber se existe previsão da realização de uma obra para o engordamento da praia e da urbanização da orla e também qual o posicionamento sobre a afirmação de que o muro de contenção não será suficiente para resolver o problema e recebeu a seguinte resposta:  “A prefeitura informa que a obra que vem sendo realizada em Meaípe é para reconstrução do muro de arrimo. Para a realização desta obra foi realizado levantamento minucioso da situação e projeto estrutural, através do setor de engenharia, da Secretaria Municipal de Obras Públicas, dentro das normas e legislação vigente. O novo muro de contenção irá conter aproximadamente 300 metros.

 
Conforme foi anunciado pelo prefeito, durante a solenidade de assinatura da ordem de serviço da obra, outros projetos poderão ser realizados e a prefeitura tem buscado parcerias para realização de outras obras no local, como no caso da revitalização da orla.
 
Quanto a situação do engordamento da praia, já há estudo sendo desenvolvido para indicar a melhor solução definitiva para a questão. Essa é uma obra que depende de parcerias com o governo estadual e federal e o município tem mantido diálogos com ambos os poderes”.