A medida foi anunciada pela Polícia Civil do Espírito Santo e faz parte da Operação Verão, que já vem reforçando o policiamento desde dezembro de 2020 em Guarapari e nas outras cidades litorâneas, muito procuradas por turistas nestas datas.

O reforço irá para as delegacias das cidades turísticas do Espírito Santo, e o esperado é que fique até a quarta-feira de cinzas, após o Carnaval. A operação foi organizada juntamente da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp).

O delegado-geral da PCES, José Darcy Arruda, comentou sobre a importância desta operação para atender a população e os turistas que estão visitando os principais destinos do estado, já que são locais muito procurados, e mesmo em meio a pandemia, o fluxo de visitantes continua.

“O objetivo é trazer tranquilidade, paz social e segurança aos cidadãos capixabas e aos turistas que visitam nosso litoral, promovendo ações de segurança pública e a imediata garantia de atendimento à sociedade, dentro das nossas atribuições”, disse José Darcy.

Equipe da Polícia Civil realizando investigações.

Ao todo, as cidades que estão recebendo este reforço são, Conceição da Barra, São Mateus, Linhares e Aracruz, todas localizadas no norte do Espírito Santo. Já na região sul do estado, esses destacamentos da polícia civil estão nas cidades de Piúma, Itapemirim, Anchieta e Marataízes.

Na região metropolitana da Grande Vitória, duas delegacias estão com o efetivo ampliado, a de Santo Antônio em Vitória e a de Jacaraípe, na Serra. Porém, dentre todas, o destaque vai para a Delegacia Regional de Guarapari, que tem o maior reforço policial de todo o Espírito Santo por ser o principal destino turístico.

Segundo o superintendente de Inteligência e Ações Estratégicas, o delegado João Calmon, os reforços possibilitam melhor atendimento à população, e o objetivo é reforçar os plantões das delegacias.

“Fizemos uma readequação dos policiais que atuam no setor administrativo, lançando eles nas atividades-fim dos plantões e delegacias especializadas. A nossa preocupação primordial é reforçar os plantões de todas as delegacias regionais, principalmente aquelas da região litorânea, para um melhor atendimento ao público”, disse João Calmon.

*Com informações da Polícia Civil do Espírito Santo.

Deixe seu comentário