Começa hoje (01) e vai até o dia 31 de dezembro o período de defeso do caranguejo-uçá. A informação é da Prefeitura de Anchieta, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Seman), nesse período os crustáceos realizam a troca da carapaça ou casco para crescerem.

Fonte: arquivo Portal 27

No período de defeso fica proibida a captura, manutenção em cativeiro, o transporte, o beneficiamento, a industrialização, o armazenamento e a comercialização da espécie Ucides cordatus, conhecido popularmente por caranguejo-uçá.

Conforme a bióloga da Seman, Amanda Pimentel, nesse período de crescimento o caranguejo é conhecido como ‘caranguejo de leite’, em virtude de seu casco ficar amolecido e com uma substância esbranquiçada. Segundo Pimentel, se o crustáceo for ingerido pelo ser humano nessas condições, pode provocar fortes dores abdominais e diarreia.

O período de defesa é dividido em duas fases: 01/10 a 30/11 para todos os indivíduos (machos e fêmeas) e de 01/12 a 31/12 somente para as fêmeas.

De acordo com técnicos do Ibama, o defeso do caranguejo é necessário para garantir a manutenção das espécies do crustáceo e preservação dos manguezais e todo estuário responsável pela renovação da fauna marinha.

A Secretaria informa que durante esse período será realizada uma intensa fiscalização, com rondas (diurnas e noturnas) pela equipe de Fiscalização Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, da Polícia Militar Ambiental e do Ibama. A Seman informa ainda que serão realizadas campanhas itinerantes de educação ambiental nestes períodos, a fim de sensibilizar e informar à população e aos catadores sobre a importância do defeso para a existência da espécie.

Durante o defeso, os catadores de caranguejo têm direito a um seguro da Previdência Social. O benefício é  concedido durante o defeso (outubro e novembro), quando é proibido pescar ou catar o crustáceo.

Consumidores podem ajudar

A preservação das espécies é responsabilidade não apenas dos catadores. Os consumidores também têm um papel importante no respeito ao defeso. Uma forma de praticar o consumo responsável é preferir outras espécies, recusar o consumo durante o defeso e denunciar a venda irregular da espécie.

A Seman ainda orienta que mesmo em períodos que a cata é liberada é preciso observar o tamanho mínimo da espécie comercializada. O defeso do Caranguejo-uçá (Ucides cordatus) foi estabelecido pela portaria estadual (IEMA) e municipal (SEMAN), e pela portaria N° 52 de 30 de Setembro de 2003 e N° 52 de 30 de Setembro de 2003 do Ibama.

Disque denúncia: 

28 3536-1867 – Secretaria Municipal de Meio Ambiente

28 3536-1355 – Guarda Municipal

(28) 99939-5281

Fonte: Prefeitura Municipal de Anchieta

Deixe seu comentário