Devido ao período que antecede a Semana Santa ser marcado pelo aumento de comércio e consumo do palmito, a Polícia Militar está intensificando a fiscalização do produto com a “Operação Palmito”. O objetivo é coibir e fiscalizar a extração, transporte, indústria clandestina e a comercialização ilegal do palmito nativo.

O palmito é um subproduto florestal, derivado de nossos remanescentes florestais ou de planos culturais, com o término de extração prevista para o dia 29 de março. Por isso, a fiscalização está sendo intensificada em feiras, mercados, estradas, rodovias, parques estaduais, nacional e propriedades rurais.

Palmito nativo

Para comercializar o palmito nativo, é necessário ter a Autorização de Exploração Florestal e para o transporte e o acompanhamento durante o seu comércio da Guia de Controle Florestal, (GCF) ambos expedidos pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Floresta – Idaf ou o Documento de Origem Florestal (DOF), expedido pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis – Ibama.

[slideshow id=1]

Denuncie a comercialização de palmito ilegal nos telefones:

Polícia Militar Ambiental – PMES

Região Centro-Serrana: (27) 3336-4515

Região Norte-Noroeste: (27) 3711-8151

Região Norte-Nordeste: (27) 3763-3663

Região Sul: (28) 3521-3358

Região do Caparaó: (28) 3553-2042 E 3553-1398

E-mail: cmt.bpma@pm.es.gov.br

Deixe seu comentário