Uma equipe de policiais civis da 7ª Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim realizou uma operação nesse sábado (16) e prendeu em flagrante L. F., 30 anos, suspeito de tráfico de drogas. Com ele os policiais apreenderam 265 comprimidos de LSD. A ação aconteceu no Centro do município.

Uma pequena quantidade de maconha foi apreendida
Uma pequena quantidade de maconha foi apreendida

Segundo o responsável pela operação, delegado Marcos Luiz Nery Filho, a prisão de L. F. bem como a apreensão da droga ocorreu após uma adolescente repassar informações aos policiais indicando quem era homem que estaria comercializando os comprimidos e em qual local. “A adolescente estava bastante alterada pelo uso da droga. Ela nos informou que o suspeito estava vendendo a droga em uma praça da cidade. Ao chegarmos no local, encontramos o suspeito que nos levou até a casa dele, localizada no bairro Amarelo, onde encontramos os entorpecentes escondidos dentro de um interruptor de luz”, informou o delegado.

Marcos Luiz Nery Filho ainda contou que, além do LSD, os policiais também apreenderam uma pequena quantidade de maconha e um aparelho celular. L. F. foi autuado por tráfico de drogas e encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim, onde permanece à disposição da Justiça.

 

Outra operação

Ainda durante o sábado (16), policiais civis da 7ª Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim receberam uma denúncia anônima informando que vários adolescentes estariam consumindo bebida alcoólica durante uma festa em uma casa de eventos no bairro BNH de baixo, no município.

De acordo com o delegado Marcos Luiz Nery Filho, os seis adolescentes, que têm entre 13 e 17 anos, foram surpreendidos pelos policiais no local da festa. “Ao chegarmos ao local os possíveis responsáveis pelo evento fugiram, mas conseguimos apreender bebidas, maconha e três espingardas de chumbinho”, informou.

Os menores embriagados foram conduzidos para a Delegacia e entregues aos responsáveis. ”Os pais dos adolescentes foram ouvidos, sendo uma das mães autuada por deixar um filho adolescente participar desse tipo de festa”, ressaltou Marcos Luiz.

Deixe seu comentário