Em Anchieta, a alimentação é levada a sério. Uma prova disso é o Vale Feira, programa pioneiro no Espírito Santo, lançado no último domingo, 09 de Junho, durante as festividades da Festa Nacional do Beato. Para a entrega simbólica do primeiro Vale Feira e descerramento da placa, foram chamados ao palanque o Governador Renato Casagrande, A Secretária de Assistência Social Márcia Cypriano, o Vice Prefeito, Dr. José Carlos, os deputados federais César Colnago e Carlos Manato, o Sr. Sebastião representando os produtores e a Sra. Odete, representando os beneficiados pelo programa, que começou a ser entregue esta semana.

 O Vale Feira visa complementar a alimentação básica da população e com isso, melhorar a qualidade de vida do cidadão. O benefício consiste em um talão que garante crédito de R$40,00 por mês para cada cidadão inscrito no programa. A justificativa para a criação deste que tem sido considerado um projeto ousado, é que a cesta básica de alimentos é composta por itens “base”, secos; e a necessidade de ingestão de frutas, verduras e legumes, é grande para a manutenção da boa saúde, principalmente para o desenvolvimento infantil.

{DEBDDAC2-CEC6-6B2C-7C3B-7DA8DE7735BA}_700X445
Sra. Odete, representando os beneficiados pelo programa Vale Feira, recebe das mãos do Governador Renato Casagrande o primeiro Vale Feira. Foto: PMA

Com o Vale Feira, será possível comprar os itens citados nas feiras com os produtores cadastrados na Secretaria de Agricultura. Para ser beneficiado pelo programa e garantir uma alimentação enriquecida, a pessoa deve ser cadastrada no CadÚnico, cadastro do Governo Federal para famílias de baixa renda. Vale lembrar que o Projeto Vale Feira é uma ferramenta social mantida com verba municipal. Importante ressaltar que é uma iniciativa pioneira no Estado. Ainda não há informações sobre a existência deste programa de incentivo à alimentação básica familiar a nível nacional.

Como funciona

O Vale Feira é um crédito de R$ 40,00 mensais para munícipes inscritos no CadÚnico. O valor é destinado a aquisição de frutas, verduras e legumes nas feiras e com produtores cadastrados na Secretaria de Agricultura, o que, além de implementar a alimentação básica de famílias em risco nutricional, aquecerá o comércio agrícola local.

De acordo com o Gerente de Proteção Social Básica da Secretaria de Assistência Social, Dario Sérgio, atualmente, 350 famílias recebem cesta básica no município e 300 delas receberão o Vale Feira. Dario explica que há critérios estabelecidos para que o benefício seja liberado. ”A triagem será feita após entrevistas com a equipe e as famílias que apresentarem maior risco nutricional ou as que tiverem recomendação de maior atenção na alimentação receberão o vale”, explica Dario.

{A5D0ABC2-6A28-CA47-E555-C2E38CBEAADD}_700X466
A Secretária de Assistência Social Marcia Cypriano e a Primeira Dama do Estado Virginia Casagrande na solenidade de entrega do Vale Feira.Foto: PMA

Vale lembrar:

O benefício não é vitalício. É uma alternativa para socorrer famílias necessitadas em momento de aperto no orçamento familiar. Ele possui vigência de um ano, podendo ser prorrogado após análise da equipe técnica do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), ao fim do prazo. Ao ser contemplado, os usuários serão inseridos em programas durante o período de vigência do Vale Feira, e receberão palestras com nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais, a fim aprimorarem seus conhecimentos sobre alimentação saudável. Nestes programas, haverá oficinas de capacitação para os participantes e encaminhamento ao mercado de trabalho. Mais uma iniciativa da administração municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social que também tem como meta a diminuição do déficit de emprego no município e a melhoria da qualidade de vida do cidadão anchietense.

Informações podem ser obtidas através do telefone : (28) 3536-3494

 

Fonte: PMA

Deixe seu comentário