‘BRASÍLIA – AGENCIA CONGRESSO – Após se reunir com integrantes da Bancada Federal, ontem (23) na Câmara, o presidente da Samarco, Ricardo Vescovi de Aragão, minimizou os danos ao meio ambiente que a empresa causa há mais de quatro décadas no litoral do ES.

Ricardo Vescovi.
Ricardo Vescovi.
00001819
Presidente anunciou geração de empregos .

Depois de falar por mais de duas horas e meia, o capixaba que chegou a presidência da oitava maior exportadora do país, respondeu a quatro perguntas para a Agência Congresso. Confira abaixo as perguntas.

Como o sr. pretende dobrar, até 2022 o valor da Samarco?

Nosso compromisso maior é entregar esse projeto da quarta pelotização, no tempo certo com o custo correto, e valorizando a vida dos trabalhadores. A questão de nós dobrarmos o valor da empresa para 2022, pode vir por diversos caminhos, não necessariamente o caminho de uma nova expansão. Certamente que essa é uma das possibilidades.

Isso significa novas contratações?

Já estão acontecendo contratações, esse ano nós estamos contratando cerca de 500 trabalhadores diretamente na Samarco, e vai gerar cerca de 600 vagas em empresas contratadas pela Samarco. Um total de 1.100. No momento, nós estamos contratando também o projeto da quarta pelotização, estão sendo empregados 12 mil pessoas em toda a sua construção, sendo que 6 mil só no ES.

O senhor falou também que a mineração é muito contestada devido ao aspecto ambiental, o que é que a empresa faz para preservar aquela região?

Ano passado, investimos 150 milhões de reais e estamos investindo mais 90 milhões de reais na proteção ambiental. A Samarco está hoje dentro dos parâmetros das legislações brasileiras e mundiais, das mais exigentes do mundo. A empresa não se exime de em investir em tecnologia para proteção ambiental.

O senhor falou também sobre as taxas de acidentes, o que a Samarco faz para ter diferença das outras empresas?

A gente investe em três pilares da segurança, a liderança, o sistema de segurança em si e o apontamento de pessoas. Segurança no trabalho para a gente não é o número, não é estatística, segurança no trabalho para a gente é um valor. Um valor que vai além da segurança no trabalho. Valorizar a vida, valorização da saúde do trabalhador, dentro e fora da empresa. Da segurança no trânsito, dentro e fora da empresa, então vai além de ser um objetivo para empresarial,para a filosofia da própria empresa.

Qual a razão dessa reunião com a bancada?

Foi atendendo um convite da bancada do ES no Congresso, Câmara e Senado, viemos aqui porque entendemos que a construção da confiança passa pelo diálogo e hoje nós estamos dialogando com uma categoria qualificada de políticas que estão aqui trabalhando no Congresso obviamente e querem saber um pouco mais sobre os feitos empresariais d o ES. Pelo menos dois deputados, Manato (PDT) e Rose de Freitas (PMDB), reclamaram dos danos ambientais causados pela empresa. Rose disse que melhorou muito, mas precisa melhorar mais. Ela tem casa em Meaípe e diz conhecer de perto os danos do minério na praia.Mais uma vez só metade da bancada compareceu a reunião. Muitos dos ausentes tinham outros compromissos no mesmo horário.

Fonte: AGENCIA CONGRESSO