De acordo com o jornal A Tribuna de hoje, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-ES), arquivou na tarde de ontem, o processo contra o ex-prefeito de Guarapari, Edson Magalhães .

O processo era referente à operação Derrama, que no final do ano passado, levou 10 ex-prefeitos a prisão.  Eles estariam envolvidos em um suposto esquema de desvio nas arrecadações tributárias municipais. Mas todos foram liberados já que o Ministério Público Estadual não apresentou denúncia no caso.

O TCE analisou o processo de contas e contratos firmados pelas prefeituras. Segundo o Tribunal, o contrato com a empresa foi assinado, mas não foi cumprido, o que não representou dando ao erário. Ainda segundo o Tribunal, este tipo de serviço de cobrança tributária, deve ser feito por funcionários efetivos da prefeitura e não por uma empresa terceirizada.

Noticias_Fotos_28-06-2012-prefeito-edson-magalhaes
Edson comemorou o resultado.

Ainda de acordo com o TC, o processo foi analisado não tem relação com o inquérito policial que levou a prisão dos agentes públicos.  O ex- prefeito comemorou a decisão. “Isso veio provar minha inocência. Não tenho nada com essa empresa. Mas quem vai reparar esse dano na minha vida? Não há dinheiro que pague isso. Foi  minha moral colocada em xeque. Estou coberto de razão e fizeram uma atrocidade comigo, desabafou o ex-prefeito.

“Espero que isso não aconteça com outra pessoas de bem. Ex-prefeitos e secretários foram colocados em um situação constrangedora”, afirmou e completou. “O Tribunal, com muita competência, reconheceu essa questão com o contrato em Guarapari. Na minha gestão nunca tive contrato com essa empresa”, falou.

O presidente da assembleia, Theodorido Ferraço (DEM), comemorou. “A verdade tem seu momento certo. Foi a maior injustiça. Em matéria de honestidade ele é nota 10”, disse.

 

 

Deixe seu comentário