Os vereadores de Guarapari se reuniram na manhã de hoje em sessão extraordinária para votar algumas matérias. A polêmica ficou por conta da votação do Projeto de Emenda 002/2015 que alteraria a forma como os diretores de escolas da rede municipal seriam escolhidos.

Atualmente os diretores só assumem os cargos através de indicações feitas pela prefeitura, mas o projeto, apoiado pelo sindicato dos professores, previa a implantação da Gestão Democrática, em que os diretores seriam escolhidos através dos votos de alunos e professores.

O projeto sobre a Gestão Democrática nas escolas foi votado na manhã de hoje. Foto: João Thomazelli/Portal 27
O projeto sobre a Gestão Democrática nas escolas foi votado na manhã de hoje. Foto: João Thomazelli/Portal 27

O projeto foi o primeiro a ser votado na sessão através de voto nominal, ou seja, cada vereador foi à tribuna para expor seu voto. Para que fosse aprovado o projeto teria que receber pelo menos 12 votos a favor, mas cinco vereadores votaram contra e dois não compareceram à sessão.

Astori disse que pelo projeto qualquer um poderia se candidatar a diretor de escola.
Astori disse que pelo projeto qualquer um poderia se candidatar a diretor de escola.

Assim o projeto que previa a Gestão Democrática nas escolas não foi aprovado. Os vereadores que votaram contra foram: Wanderlei Astori (sem partido), Aratu Capistrano (PV), Paulina Aleixo (PP), Serjão do Jabaraí (PMDB) e Fernanda Mazzelli (PSD).

A votação foi acompanhada por professores e pelo diretor do Sindiupes em Guarapari, o professor Adriano Albertino. “Este projeto está sendo reivindicado há muito tempo. Desde 2013 estamos pedindo esta mudança e eles usaram de estratégia para votar pela manhã em sessão extraordinária de forma nada transparente”, reclamou o professor.

O presidente da Câmara de Vereadores, Wanderlei Astori, explicou porque votou contra o projeto. “Do jeito que está, o projeto seria facilmente derrubado na justiça, pois não especifica quem pode se candidatar. Tem que ser efetivo? Pode ser qualquer um? Com esta redação qualquer um, até mesmo aluno ou pessoas que não tem nada com a escola poderiam se candidatar!”, finalizou o vereador.

Confira a íntegra do projeto nas imagens abaixo:

Íntegra do Projeto.
Íntegra do Projeto.