Em Guarapari o PSDC vem se organizando desde o início de 2015 para construir um partido capaz de promover uma política diferenciada no Município. De acordo com o presidente Municipal do partido e também membro da Executiva Estadual Anderson Tadeu Varalo Arpini, em Guarapari não existe política. “A Cidade Saúde não tem sequer um projeto político, aqui não se cumpre a Constituição, cria-se leis inconstitucionais, o Legislativo não cumpre com o seu legítimo dever e o Executivo por consequência não produz os resultados necessários”, explica ele.

Tadeu
Presidente Municipal do partido e também membro da Executiva Estadual Anderson Tadeu Varalo Arpini. Foto: WilclerLopes/portal27

26 candidatos. Ainda de acordo com Anderson, com a política desorganizada e sem rumo, a cidade não cria a sua identidade e se perde meio aos objetivos de grupos diversos que na maioria das vezes não vão de encontro aos anseios da população. “Para que consigamos deixar a marca da Social Democracia Cristã no Município precisamos eleger representantes, e para as eleições de 2016 o partido pretende lançar 26 candidatos para que se evite coligar, as coligações são em sua maioria oportunistas e não uma união de projetos, não beneficia em absolutamente nada, a não ser na redução das dificuldades do processo eleitoral, os partidos que possuem diretrizes similares precisam se reunir para uma construção”, disse Anderson Arpini.

SAMSUNG CAMERA PICTURES
Anderson Tadeu e o presidente nacional Eymael.

O presidente aponta ainda que o PSDC tem o que o candidato ao Legislativo precisa para se sentir seguro, não será permitido a aliança com Vereadores, o partido não aceita a participação e nem a coligação para as eleições proporcionais com nenhum partido que contenha vereadores eleitos. “Não permitirá também com que candidatos que obtiveram acima de 600 votos participe da chapa, garantindo igualdade de chances entre os que irão disputar, ou seja, o candidato que se dispor a obter entre 400-600 votos terá a chance de ser eleito vereador nas eleições de 2016”, avalia ele.

Outro fator de grande importância segundo ele, é que o presidente da sigla não será candidato ao Legislativo, o que ele afirma, transmite equilíbrio e transparência na hora de organizar e orientar a campanha de todos os candidatos. “O partido hoje conta já com 17 candidatos até o momento e está em dia com todas as obrigações jurídicas para que o candidato não receba uma surpresa na hora de registrar a sua candidatura” afirmou.

Conheça mais sobre o PSDC através do site: www.psdcguarapari.com.br

Deixe seu comentário