O corpo do radialista Aloísio Ovelha é velado na Loja Maçônica Retidão e Justiça, em Guarapari, e será enterrado no começo da tarde desta quarta-feira. O velório é aberto aos familiares, amigos e ouvintes do radialista que morreu na manhã de ontem, aos 55 anos de idade, no hospital Meridional, em Cariacica, após uma infecção generalizada. 

O velório acontece na Loja Maçônica Retidão e Justiça, em Guarapari.

O sepultamento do radialista está marcado para às 12h30 no Cemitério Parque Paraíso, as margens da Rodovia Jones dos Santos Neves, no bairro Nossa Senhora de Fátima. Em frente a loja Maçônica. 

Aloísio Ovelha estava acamado e debilitado desde junho de 2017, depois de sofrer um AVC Isquêmico. Na época o radialista ficou na UTI por quatro meses e depois de deixar o hospital, ficou em casa acamado e sem falar.

Ovelha, como era carinhosamente conhecido, iniciou a sua carreira na rádio Gaeta em Guarapari, atuou como radialista na Tribuna de Vitória, Gazeta AM, Litoral FM e a extinta Rádio Ativa de Guarapari. O radialista trabalhou por 28 anos na Gazeta e passou por vários programas. Morador de Guarapari, Ovelha era muito querido.