Todos estamos em isolamento para preservar nossa saúde, mas será que vírus é único inimigo? Segundo OMS (Organização Mundial de Saúde) o Brasil está em 5º lugar como país mais sedentário do mundo, com 47% da população inativa.

O sedentarismo está associado à inúmeras doenças, entre elas podemos citar as principais causas de morte, como hipertensão, diabetes, obesidade e câncer; além de contrapor as perdas morfofuncionais associadas ao envelhecimento. Importante destacar que o treino de força pode ser feito de diversas formas, em casa por exemplo, inclusive temos bons estudos sobre isso.

Brasil está em 5º lugar como país mais sedentário do mundo, com 47% da população inativa.

Quem não pratica exercícios ou queima pelo menos 2000 calorias em média por semana é considerado sedentário pela OMS que, desde 2002 considera a inatividade uma doença.
Então vamos aos benefícios:
1- Controle do Colesterol: o aumento da circulação sanguínea evita que as gorduras se acumulem nas artérias e estimula a produção do colesterol bom,

2- Prevenção do câncer: As mulheres que exercitam são as que correm menos risco de desenvolver câncer de mama, de acordo com a Universidade de Regensburg, Alemanha, que analisou 95mil mulheres por 20 anos. Isso porque o exercício diminui o estrógeno no sangue,

3- Coração mais forte: com a prática regular, o sistema cardiovascular trabalha de forma mais econômica, diminuindo a frequência cardíaca e a pressão arterial,

4- Queima de gordura: atividades como o treinamento funcional estimulam o gasto calórico e, assim, a perda de peso é natural, e estimula a ter uma alimentação saudável,

5- Organismo Resistente: Um estudo do Departamento Médico da Tufts University School Medicine (EUA) indica que praticar exercícios, pode tornar o sistema imunológico mais resistente através aumento das linfócitos, células denominadas “natural killers” do corpo humano e que sua função principal é atacar célula viral,

6- Autoestima: Fazer exercício libera endorfina, também chamado de hormônio do prazer e da felicidade, Que além do seu efeito analgésico, tornam corpo resistente a tensão, regulando sua ansiedade e humor,

7- Fortalecimento: O exercício de força contribui para o aumento e melhora a densidade óssea. Favorecendo a fixação de cálcio e manutenção da musculatura no decorrer da idade,

8- Disposição: Há um crescimento da quantidade das substâncias precursoras da adrenalina, que melhoram a disposição e concentração, tornando seu dia mais ativo,

9- Bem estar: através da liberação de hormônios durante exercício, os ganhos físicos funcionam como terapia de apoio para o controle de depressão e ansiedade,

10- Dormir melhor: Um trabalho da Unifesp concluiu que o exercício moderados e intensos melhoram o seu sono. Com a prática, o tempo para entrar no primeiro estágio do sono reduziu 54%, assim como diminuiu 36% o tempo acordado durante a noite e aumentou 18% a eficiência do sono.

*por Felipe Toscano – Educador Físico

Deixe seu comentário