A cidade de Piúma, uma das mais importantes do litoral sul capixaba, conhecida em todo o Brasil pelas suas belezas e também pelo carnaval animado, reuniu na manhã de hoje, diversas pessoas que protestavam, principalmente sobre o abandono da Orla.

1069353_523966834325205_1377387455_n

 A orla da cidade vem sofrendo há alguns anos com a erosão que já levou boa parte da ciclovia e avança cada vez mais.  Os moradores cobram ações da prefeitura, que por sua vez disse  que vai contar com o apoio do estado para fazer as obras.

1012375_523930657662156_936755519_n

De acordo com Cristiano Bodart, um dos organizadores do movimento, este tipo de manifestação é de extrema importância. “Manifestações como essa têm um duplo valor. Por um lado busca chamar a atenção das autoridades competentes para a urgência, no caso, de uma intervenção na orla da praia central de Piúma, por outro, possui um caráter educativo em relação a prática política-cidadã”, diz.

Sociólogo, Cristiano diz que o cidadão tem aprendido a lutar por seus direitos. “A sociedade está a cada dia aprendendo a se organizar e a se manifestar de forma legítima em torno de suas demandas mais importantes e a manifestação que ocorreu em Piúma é um exemplo claro disso”, afirma.  “Resta o Estado responder conforme solicitado, o que colaborará para que os representantes sejam vistos, de fato, como representantes e a política como uma ação que cabe à todo e qualquer cidadão e não apenas à grupos políticos partidários”, define.

Para ele uma possível ‘não-resposta’ do Estado pode causar impactos distintos como  a repulsa ainda maior pela política e pelos políticos e, consequentemente, o distanciamento da prática cidadã. Pode ainda, segundo ele  inflamar o movimento que pode perder seu caráter ordeiro e até pacifico. “Difícil é avaliar quais dos dois resultados é mais danoso ao bem público e a sociedade”, diz.

Deixe seu comentário