JB Padrão
Banner TOP
Série de reportagens sobre a história política de Guarapari, em comemoração aos seis anos do Portal 27.

A primeira matéria da série de reportagens especiais sobre a história política de Guarapari, em comemoração aos seis anos do Portal 27, vem falar da primeira prefeita que a cidade teve. Thezerinha Maria Pretti Espíndula, ou apenas Morena Espíndula, como ela é mais conhecida.

O ano de Morena. Começamos essa série com ela, que continua morando em Guarapari e que fez recentemente 86 anos. Nada mais correto, do que falar de uma mulher no mês de março, mês das mulheres.

1988. Morena  era casada com o ex-prefeito Graciano Espíndula e  disputou a sua segunda eleição em 1992. Morena já havia disputado as eleições de 1988, quando perdeu por apenas 22 votos para Benedito Lyra. Ela entrou na justiça na época, pedindo e conseguindo no Supremo Tribunal Federal, uma recontagem de votos. A recontagem confirmou a vitória de Benedito e até aumentou a vantagem para 25 votos. 

1992. Filiada ao PFL, Morena  venceu as eleições de 1992 com uma boa vantagem sobre Paulo Borges e com apoio da “Frente Morena” formada por PDS, PDC, PDT, PSC, PTR e PSD. Ao final das eleições, o resultado da época ficou assim:

Morena Espíndula 15.294 votos – Paulo Borges 11.891 votos – Hugo Borges 2.500 votos (Sim, Hugo disputou a eleição contra o seu próprio filho, Paulo). Demarco Gotardo 1.284 votos – Olga Viola 325 votos. Os votos brancos foram 1.936 e nulos 1.226.

Morena Espíndula foi a primeira prefeita que a cidade teve. Reprodução O Guará.

Vitória. Há 27 anos atrás, Morena venceu as eleições em cima de um Benedito Lyra desgastado, que havia vencido Morena em 1988, mas que não fazia um bom governo e que enfrentava vários problemas em sua gestão. Em entrevista ao jornal O Guará, a Prefeita eleita disse que chegar a prefeitura tinha um sabor especial Isso mostra que as pessoas tinham um grito abafado na garganta a quatro anos, e estão dispostas a trabalhar pela mudança dessa cidade”, disse ela ao jornal na época.

Vamos trabalhar juntos. Após a vitória, a prefeita eleita falou da necessidade de se investir no turismo, acertar a gestão da prefeitura, se relacionar bem com a Câmara, com os jovens e com a construção civil. Ela falou também da escolha dos secretários e da necessidade de se cuidar do meio ambiente. “A mesma força que eu encontrei na população durante a campanha, eu tenho a certeza de que vou encontrar na hora de administrar. A tarefa de reconduzir Guarapari ao seu destino de grandeza é de todos nós, não só do prefeito. A minha mensagem é de fé e esperança, porque eu tenho certeza de que hoje toda a comunidade está consciente de que a administração que vem aí é honesta e disposta a realizar. Vamos trabalhar juntos”, disse Morena em outubro de 1992.

Renúncia. Apesar da boa vontade e disposição para trabalhar, Morena não resistiu às pressões políticas e renunciou ao mandato com menos de um ano de trabalho, em novembro de 1993. Mas isso é assunto para uma outra matéria da nossa série.   

Camara Municipal de Guarapari – Participe
Institucional MAllagutti
Banner Marcelo
Institucional Basic Idiomas

Padrão

2 COMENTÁRIOS

  1. Nunca deveria ter sido permitido reeleição para nenhum cargo político nesse país , pois os bandidos se instalam no poder e o país fica todo doente para sustentá-los .
    Fora reeleição nesse no Brasil ; aí está para quem gosta de fazer abaixo assinados para tentar mudar o que não funciona , essa é um boa dica .

  2. Você esqueceu de informar que ela não ganhou em cima de Benedito Lyra, não havia reeleição e ele, Lyra, estava encerrando seu mandato, portanto ela não ganhou dele porque ele não participou das eleições em 91

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here