Apenas oito guarda-vidas estão cuidando da segurança dos banhistas na Praia do Morro neste feriadão. E a situação só não é pior porque alguns profissionais do salvamento marítimo estão trabalhando em escalas dobradas.

Nesta sexta-feira, a reportagem do Portal 27 percorreu de ponta a ponta da Praia do Morro e verificou que apenas cinco guarda-vidas estavam presentes nos mais de três quilômetros de praia. Dos seis postos espalhados ao longo da orla, em apenas três haviam guarda-vidas.

Na maioria dos postos de salvamento, onde antes ficavam dois ou mais guarda-vidas, hoje não fica ninguém. Foto: João Thomazelli?Portal 27
Na maioria dos postos de salvamento, onde antes ficavam dois ou mais guarda-vidas, hoje não fica ninguém. Foto: João Thomazelli/Portal 27

 A situação da falta de guarda-vidas em Guarapari já foi noticiada aqui no Portal 27 na quinta-feira (03), e está longe de ser resolvida. A carência de guarda-vidas é tão grande que na última terça-feira, por ironia, um dos guarda-vidas que foi demitido no último dia 14 de agosto, por causa do fim do contrato com a prefeitura, salvou a vida de duas mulheres na Praia do Morro.

As duas mulheres estavam à deriva no mar e não conseguiam voltar para a praia. Um homem ainda tentou ajudá-las, mas um ex guarda-vidas foi quem conseguiu retirá-las da água. “Eu estava vendo a situação e esperei um pouco para ver se alguém aparecia, pois eu estava de bicicleta, com carteira e celular, mas como estava demorando muito, tirei minhas coisas e entrei no mar, pois tenho treinamento para isso”, relatou o jovem, que preferiu não ser identificado.

Para o feriadão, a previsão é de que entre oito e nove guarda-vidas trabalhem na Praia do Morro, praia que recebe grande número de banhistas. Nas praias do Centro, apenas três guarda-vidas vão se revezar nos cuidados com os banhistas que visitarem as praias da Areia Preta, Castanheiras, Virtudes e dos Namorados.

Com a chegada do feriado, chegam também os turistas. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Com a chegada do feriado, chegam também os turistas. Foto: João Thomazelli/Portal 27

“Nós orientamos que os banhistas evitem entrar no mar se ele estiver muito agitado ou com ondas fortes. O número de guarda-vidas está muito reduzido. Os que estão trabalhando estão fazendo jornada dupla para que possamos manter o máximo de profissionais nas praias de maior movimento”, explicou Edalmo Souza Almeida, atual Gerente de Salvamento Marítimo da Prefeitura de Guarapari.

Edital ainda este mês

A Prefeitura de Guarapari está finalizando o edital que vai contratar 50 guarda-vidas para trabalhar na alta-temporada. O documento deve ficar pronto até o fim deste mês. Confira a íntegra da resposta da prefeitura para o problema da falta de guarda-vidas na cidade:

A Secretaria Municipal da Saúde já está elaborando novo edital de processo seletivo, com previsão para 50 vagas, visando atender a demanda da alta temporada no município. A publicação do edital deverá ocorrer ainda este mês.

Até a conclusão do processo seletivo, o serviço de salvamento marítimo contará com 27 profissionais que serão distribuídos de acordo com a demanda e histórico de ocorrências de cada praia.  A escala de trabalho dos salva vidas é construída com a participação do Corpo de Bombeiros e Gerência de Salvamento Marítimo. O monitoramento de presença é realizado diariamente pela gerência e subgerência.

Deixe seu comentário