A Guarda Civil Municipal de Anchieta (GCMA) registrou 469 ocorrências de janeiro a maio deste ano resultantes do trabalho com as câmeras de videomonitoramento da cidade.

Das 469 ocorrências registradas, quase 30% foram relacionadas a acidentes de trânsito, prestação de socorro ou resgate e outros atendimentos. O restante foi distribuída em apoios a abordagens policiais, eventos realizados no município, furto, atendimentos em geral, suspeita de drogas, veículos suspeitos, vias de fato e outras ocorrências diversas.

O objetivo do prefeito do serviço de videomonitoramento é oferecer mais segurança aos moradores e visitantes da cidade e monitorar as entradas e saídas de pontos estratégicos do município. “Com a atuação integrada do sistema, da Guarda Municipal, da Polícia Militar e a Civil, Anchieta vai ser uma cidade cada vez mais segura”, disse o prefeito.

A proposta do capitão Palaoro, gerente da Guarda, é realizar um trabalho de integração com a comunidade e outros órgãos tendo como base o Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM) que está sendo implantado no município. “Eu encaro este trabalho como um novo desafio, a proposta é trabalhar a integração”, disse.

Câmeras registram cenas 24 horas

As câmeras que estão instaladas em Anchieta são de alta tecnologia e permitem melhor qualidade das imagens registradas 24 horas por dia, todos os dias da semana.

Quinze câmeras possuem tecnologia Full HD o que representa 1080 linhas de reprodução de imagens. Já as demais câmeras, são com tecnologia HD o que representa 720 linhas de reprodução de imagens.

As imagens são registradas com equipamentos modernos de última geração e em casos de necessidade, o operador pode paralisar a imagem e aproximá-la para identificar o que está ocorrendo e acionar a Polícia Militar.

Todo o sistema de monitoramento tem baterias para dar suporte em caso de queda de energia e as imagens ficam armazenadas por até sessenta dias.

Com informações da Prefeitura de Anchieta

Deixe seu comentário