O final de semana começou com diversos crimes em Guarapari. Por volta das seis horas da tarde desta sexta-feira (07) a Polícia Militar prendeu três homens e uma menor de 17 anos no bairro Recanto da Sereia.

Um dos presos assumiu a propriedade do material aprendido.

Segundo o aspirante Matthaus, as prisões aconteceram durante um patrulhamento quando os militares abordaram um Vectra cinza que passava próximo a sereia em atitude suspeita. “Foi dado voz de parada ao veículo, mas o motorista não antedeu a ordem dos militares e foram parar um pouco mais adiante. Assim que parou, os militares fizeram a abordagem e encontraram grande quantidade de drogas, armas e bastante munição, que seriam utilizadas para cometer crimes e as drogas para uso pessoal”.

Dentro do carro foram encontrados 2 pacotes com frascos de 100 ml para embalagem de droga, 58 pedras de crack, 32 pacotes de maconha, 15 pinos de cocaína, uma pistola calibre 380, 35 munições, 3 carregadores e R$ 659,00

De acordo com o aspirante um dos homens afirmou que todo material encontrado era dele. “Um deles assumiu que todo material é dele, mas ele vai prestar depoimento na delegacia e esclarecer tudo ao delegado de plantão”.

Também nesta sexta-feira, por volta das quatro e meia da tarde, dois homens, entre eles um menor de 15 anos, foram presos durante uma abordagem policial no bairro Taquara do Reino.

Os dois homens foram presos durante uma abordagem quando seguiam pelo bairro Taquara do reino em um Ônix branco com placa adulterada.

“Os militares abordaram um Ônix branco com placa de Montanha na entrada do bairro Taquara do Reino. Dentro do veículo foram encontradas bolsas de mulheres e quatro celulares referentes a crimes que eram cometidos pelos indivíduos na cidade”, disse o aspirante Matthaus.

Além das bolsas e dos celulares, a polícia também encontrou dentro do veículo uma arma de fabricação caseira, um revolver calibre 32, seis munições e um fuzil de airsoft.

O aspirante afirmou que não possui restrição de furto e roubo, mas estava com a placa adulterada.  “O veículo era usado para cometer crimes em Guarapari e tinha placa fria.  Ao consultarem a placa e o chassi os militares verificaram que não conferia. Então viram que era placa fria justamente para cometer crimes na cidade”.

O carro tem placa de Montana, mas o chassi não bate.

Comments are closed.