O jovem Anderson Gil da Silva, de 24 anos, está sendo procurado pela polícia. Ele é acusado de ter cometido vários assaltos a estabelecimentos comerciais em Guarapari e está foragido.

Segundo o delegado, Anderson cometeu três assaltos a estabelecimentos comerciais e tem um mandado de prisão por tentativa de latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), Marcos Nery, o último assalto cometido por Anderson foi a uma loja de roupas, localizada na avenida Ewerson de Abreu Sodré, em Muquiçaba, na última terça-feira (24). Ele teria entrado na loja se passando por cliente e aproveitou o momento em que a vendedora atendia outra pessoa para anunciar o assalto.“Ele levou celular, roupas, dinheiro, joias. Ele chegou a ser violento, apontou a arma o tempo inteiro exigindo as coisas porque se não iria matar”, contou o delegado.

Nery relatou que além de ser o responsável por pelo menos três assaltos, o jovem também tem mandado de prisão em aberto por tentativa de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, porque trocou tiro com um policial civil, em Setiba, no ano passado.  “O policial saiu do plantão e flagrou o momento em que Anderson junto com o irmão e mais dois assaltavam um ciclista. O policial deu voz de prisão, foi recebido a tiros e durante a troca de tiros o policial atingiu o pé de um adolescente que foi apreendido. Mas, o Anderson e o irmão se evadiram. Aí ele tem mandado de prisão neste processo”.

Denúncias. O delegado fez um apelo para que a população denuncie qualquer informação que possa nos ajudar a encontrá-lo através do Disque-Denúncia (181) ou pessoalmente na delegacia, em ambos os casos será mantido total sigilo sobre o denunciante. “É lógico que a segurança pública é obrigação do Estado, mas não tem como a polícia está em todos os locais em todos os momentos porque as demandas são muito grandes. Então a gente conta com a colaboração da sociedade para que a gente possa prender esse indivíduo que está atrapalhando a segurança pública da nossa cidade. É um sujeito que cometi crimes com violência e grave ameaça utilizando arma de fogo então temos que concentrar nossos esforços para tirar este sujeito da rua”, afirmou Nery.

De acordo com o delegado, Anderson tem diversas passagens por roubo e quando for preso vai responder pela tentativa de latrocínio e também vai ser autuado pelos últimos roubos praticados. 

 

Deixe seu comentário