Um colégio estadual de Suzano, na Grande São Paulo, foi palco de uma tragédia na manhã desta quarta-feira. Dois atiradores invadiram a Escola Estadual Raul Brasil , no Jardim Imperador, e abriram fogo no horário do intervalo. Até o momento, pelo menos 10 pessoas morreram no ataque, e 23 ficaram feridas. 

Os atiradores entraram na escola no momento do intervalo. Foto: Redes Sociais.

O comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo, Marcelo Salles, informou que os dois adolescentes autores dos tiros usaram um revólver calibre 38 e uma arma medieval semelhante a um arco e flecha. Eles mataram sete estudantes, uma funcionária do colégio e se suicidaram em seguida.

Segundo os policiais, os atiradores atacaram, inicialmente, um lava-jato que estava ao lado do colégio e depois entraram na escola atirando na coordenadora pedagógica, num funcionário e nos estudantes.

Salles disse ainda que os estudantes atacados entraram na hora do recreio. De acordo com ele, os atiradores se suicidaram em um dos corredores da escola. Segundo o policial, há artefatos explosivos dentro do colégio, por isso é fundamental o isolamento da área.

Na parte externa do colégio, o governador de São Paulo, João Doria, disse ter visto hoje as cenas mais tristes da sua vida. Ele cancelou a agenda e seguiu para o local com autoridades de segurança pública e da área de educação do estado.

O crime ocorreu por volta das 9h30. Segundo informações da Polícia Militar, dois adolescentes armados e encapuzados invadiram o local e efetuaram disparos contra os alunos.

No total, 23 pessoas foram encaminhadas a unidades de saúde: Hospital Santa Maria (9), Santa Casa (3), Hospital Luzia de Pinho Mello (2), Hospital Santana (2), Hospital Santa Marcelina (5), Hospital das Clínicas (2).

Governador. O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, publicou uma nota sobre o caso.

De forma consternada, acompanho a notícia da tragédia ocorrida na manhã desta quarta-feira (13) em uma escola estadual no município de Suzano-SP. São dez mortes confirmadas e outra dezena de feridos, até o momento, após um tiroteio no local. Lamento esse triste incidente, que precisa ser alvo de reflexão por toda nossa sociedade sobre o futuro que precisamos construir. Escola tem que ser lugar de segurança e esperança. Defendo a diminuição da circulação de armas para evitar que ocorram tragédias como essas. Neste momento, externo o meu pesar e de todos os capixabas às famílias, parentes e amigos das vítimas.

Comments are closed.