Só no sul do Espírito Santo, foram confirmados 40 casos do novo coronavírus. As informações são do boletim da Covid-19, provido pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa). Em todo o Estado, há 1944 casos confirmados, 63 mortes e 501 curados.

Alfredo Chaves possui o maior número de casos confirmados e, decorrente disso, a cidade é considerada de alto risco. O comércio do município funciona apenas pela manhã.

Todas as cidades do Sul do Estado (Alfredo Chaves, Anchieta, Presidente Kennedy, Itapemirim, Piúma, Rio Novo do Sul, Iconha e Marataízes) possuem mais de um caso confirmado da Covid-19. Alfredo Chaves possui o maior número de casos confirmados e, decorrente disso, a cidade é considerada de alto risco. O comércio do município funciona apenas pela manhã.

Alfredo Chaves. Foram confirmados 16 casos em Alfredo Chaves até então. São 8 homens e 8 mulheres, sendo 5 destes de idades de 0 a 19 anos. O bairro onde há mais incidência da Covid-19 é Macrina.

Anchieta. Anchieta permanece com 7 casos confirmados, todos sem quaisquer sintomas. Nenhum foi considerado curado até o momento.

Presidente Kennedy. A cidade possui 5 casos confirmados, com 1 óbito. 3 dos pacientes são homens e 2, mulheres. Todos os pacientes com a doença possuem de 30 a 69 anos de idade.

Itapemirim. A Prefeitura de Itapemirim emitiu um boletim epidemiológico no início da tarde desta terça-feira (28). Consta no boletim que, de 4 casos confirmados da Covid-19 no município, 3 já foram considerados curados. No total, são 22 notificações, sendo 17 delas descartadas. 1 caso ainda aguarda por resultado de testes.

Piúma. Piúma tem 7 casos confirmados até o momento.

Rio Novo do Sul. De 3 casos confirmados no município, 2 já foram considerados curados. Concentraram-se os casos no Centro da cidade.

Iconha. Iconha teve seu primeiro caso confirmado. O paciente, que se queixava de dores no corpo, febre baixa e dor de garganta reside no Centro da cidade e não apresenta mais quaisquer sintomas. Ele se encontra em isolamento domiciliar.

Marataízes. Em Marataízes, há apenas um caso confirmado, no bairro Barra de Itapemirim. O exame confirmou a enfermidade da paciente na última semana (21), que tem entre 50 e 59 anos.

 

 

 

Deixe seu comentário