Em entrevista a uma rádio local, o gerente de Vigilância Sanitária e Saúde, Antônio Francisco Souza Júnior, deu informações importantes a respeito dos atuais números da dengue. De acordo com ele, no ano passado inteiro foram registrados 300 casos, já nas 10 primeiras semanas de 2013, o número já é de 302 pessoas infectadas.

“Por Guarapari ser uma cidade turística, algumas casas são encontradas fechadas na hora da visita dos agentes. Porém, o maior número de focos está sendo encontrado em casas habitados,93,5% dos focos estão em vasos de plantas e nos quintais de residências com moradores”, conta.

Focos estão, em sua maioria, nos quintais. Foto: Divulgação.
Focos estão, em sua maioria, nos quintais. Foto: Divulgação.

Ainda segundo Antônio Francisco, a responsabilidade deve ser divida entre o poder público e a população. “A responsabilidade no combate é 50% nossa, com o uso de equipamentos, fumasse e auxilio de agente. Os outros 50% é das pessoas, que devem estar atentos aos cuidados necessários com plantas e animais”, disse.

Hoje, o Centro de Zoonoses conta com 2 carros fumasses nas ruas e mais dois a disposição prontos para uso. São 83 agentes nas ruas, porém, eles têm encontrado dificuldades para entrar nas residências, mesmo nas habitadas. “Há casos de moradores que destratam e proíbem a entrada dos agentes. Isso é crime”, informa.

Um novo tipo de dengue, o DEM4, está atingindo o estado. “As pessoas ainda não são imunes a ele. Por isso, a qualquer sintoma, é necessário procurar o posto de saúde mais próximo da sua casa. Os profissionais estão preparados para tratar as pessoas”, explica.

Morte

Uma morte no bairro Lameirão está sendo investigada por suspeita de dengue hemorrágica.

Telefone do Zoonoses

Se você quiser pedir a passagem do fumasse na sua rua ou informar onde sabe que existe um foco de dengue, pode ligar para os telefones: (27) 3262 – 1271 / 3262 – 1456.

Deixe seu comentário