Nas últimas semanas, o aumento nos casos de dengue tem causado preocupações entre as autoridades de saúde no Espírito Santo. Entre o dia 31 de dezembro do ano passado e o último dia 20 de janeiro, foram registrados 5.591 casos da doença.

Segundo o último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) no dia 25, nove cidades estão em estado de alerta alto por conta da quantidade de infectados nas últimas quatro semanas. São elas: Laranja da Terra, Água Doce do Norte, Afonso Cláudio, Apiacá, Ponto Belo, Nova Venécia, Sooretama, Linhares e Barra de São Francisco. 

Confira os boletins epidemiológicos divulgados pela Sesa clicando aqui.

Guarapari. O município é um dos locais mais visitados do Espírito Santo no período de verão, e registrou 62 casos de dengue notificados e 7 confirmados durante as primeiras semanas de 2024. De acordo com a Secretaria de Saúde (Semsa), a Praia do Morro apresenta o maior número de focos no município.

O Brasil registrou mais de 217 mil casos de dengue nas quatro primeiras semanas de 2024.

Aumento de casos. De acordo com o Ministério da Saúde, o aumento de casos da doença se deve a fatores como a combinação entre calor excessivo e chuvas intensas (possíveis efeitos do El Niño) e ao ressurgimento recente dos sorotipos 3 e 4 do vírus da dengue no Brasil. 

Dengue no país. O Brasil registrou mais de 217 mil casos de dengue nas quatro primeiras semanas de 2024, segundo dados atualizados pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (30). O número é mais que o triplo de notificações do mesmo período em 2023, quando foram registrados 65.366 casos.

Vacinação. Em dezembro do ano passado, o Ministério da Saúde anunciou a inclusão da vacina “Qdenga” ao Sistema Único de Saúde (SUS). O imunizante foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março de 2023. A vacina contém vírus atenuados da dengue e induz respostas imunológicas contra os quatro sorotipos da doença.

Na última semana, o Ministério da Saúde divulgou a lista das cidades que vão receber o imunizante. No Espírito Santo, 20 municípios receberão as primeiras doses (clique aqui e confira a lista).

Com poucas doses disponíveis, o governo definiu um público-alvo para ser vacinado: adolescentes de 10 a 14 anos. Segundo o ministério, eles estão entre o público com maior número de internações pela doença.