Para viabilizar a ampliação no número de voos no Brasil, a Confederação Nacional dos Transportes realizou nesta terça-feira (21), em Brasília, um encontro que reuniu entidades do setor e diversas autoridades. O deputado federal  Evair de Melo (PV-ES) que tem buscado apoio para estimular a aviação regional participou da reunião e defendeu mais ofertas de voos também para o Espírito Santo.

No encontro, o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, apresentou as principais demandas do setor, entre elas a aprovação do Projeto de Resolução do Senado que unifica a alíquota de imposto sobre o querosene de aviação.

Deputado federal Evair de Melo ao lado do presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, em reunião na Confederação Nacional dos Transportes

Evair que é membro da Comissão de Turismo da Câmara, lembrou que a ampliação do Aeroporto de Vitória está quase concluída, o que vai garantir mais conforto e segurança para os passageiros. “Com o novo aeroporto, poderemos receber mais voos, inclusive criar rotas internacionais, e divulgar ainda mais o Espírito Santo”.

Evair tem trabalhado para estimular a economia regional integrando pelo modal aéreo as diversas regiões do estado, facilitando o deslocamento de cargas e de moradores do interior. O parlamentar  tenta garantir junto à Secretaria Nacional de Aviação Civil a continuidade do Programa Nacional de Aviação Regional que inclui obras nos aeroportos de Linhares, Cachoeiro, São Mateus e Colatina. 

Dos aeroportos capixabas incluídos no Plano, apenas o de Linhares passou por todas as etapas e, agora, receberá obras que estão sob a responsabilidade do Governo do Estado. A obra completa está orçada em aproximadamente em R$ 30 milhões e 60% dos recursos serão investidos pelo Governo Federal. Evair busca informações sobre o cumprimento das condicionantes, já que a Licença de Instalação da obra do aeroporto estabelece que o início dos trabalho depende do cumprimento de, no mínimo, nove delas. 

Deixe seu comentário